Direto para o contenido
Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Percepção da segurança


Suíça é uma ilha de tranquilidade


Por swissinfo.ch


 Outra língua: 1  Línguas: 1

A cada grupo de dez pessoas que vivem na Suíça, oito se sentem em segurança. É o que afirma um estudo de 2015, feito de quatro em quatro anos, divulgado pela Conferência dos Comandantes das Polícias Cantonais (CCPCS). A pesquisa sublinha que essa percepção aumentou nos últimos quatro anos.

A imagem de uma Suíça tranquila foi confirmada pela Pesquisa sobre Segurança 2015.  (Keystone)

A imagem de uma Suíça tranquila foi confirmada pela Pesquisa sobre Segurança 2015. 

(Keystone)

85,3% das pessoas questionadas se sentem em segurança na rua, inclusive à noite. Essa porcentagem vem aumentando desde que a primeira pesquisa em 2000, constata a Pesquisa Suíça sobre a Segurança 2015, apresentada em Berna, capital suíça.

Para Stefan Blätter, presidente da CCPCS, “o resultado é gratificante, porém nosso trabalho é fazer com que todas as pessoas se sintam em segurança na Suíça. Fazemos todo o possível para atingir esse objetivo”.

A pesquisa realizada há 30 anos permite conhecer a evolução da criminalidade na Suíça. “A tendência nos últimos anos é de queda no número de infrações”, afirma o professor Martin Killias, responsável do estudo.

2,1% menos de ataques

N pesquisa, realizada com uma amostra de 2.000 pessoas, 7,9% dizem que foram vítimas de fato ou de ameaças nos últimos cinco anos.  É 2,1% menos do que em 2011, quando da pesquisa precedente.

As pessoas com menos de 39 anos são as mais afetadas, tendência já observada anteriormente e que Blätter atribui ao fato dos jovens saírem mais. Em 2015, não houve diferença significativa entre homens e mulheres com menos de 39 anos.

As estatísticas mostram redução em quase todos os tipos de infrações, comparadas a 2011, com exceção dos atos de vandalismo, roubos e assaltos à mão armada (+04%). “Apesar da redução das infrações, um maior número de pessoas pensa ser provável que seu domicílio seja objeto de roubo no ano este ano (+7,7%), constata a pesquisa.

Campanhas de segurança

O texto também aborda o tema das campanhas contra a delinquência e precisa que quase 60% das pessoas questionadas confirmaram conhecer alguma campanha contra infrações.  Um exemplo é 9,3% das pessoas dizem que estão mais prudentes com a Internet e 8% tomaram alguma medida para evitar roubos. 

“Os dados mostram que as mensagens são interiorizadas pela população”, afirma Martin Boess, diretor de Prevenção Suíça do Crime.

Confiança na polícia

A sondagem 2015 constata ainda que 87,9% das pessoas questionadas confiam na polícia suíça, inclusive entre as pessoas com menos de 26 anos.  

As pessoas que participaram da pesquisa foram questionadas sobre o sentimento subjetivo de segurança, a percepção que têm da polícia e se sofreram algum tipo de infração.

A pesquisa foi realizada pelo instituto de sondagens gfs-zurich entre maio e setembro de 2015. O índice de respostas foi de 66,5%.

Direitos Autorais

Todos os direitos reservados. O conteúdo do site da swissinfo.ch é protegido por direitos autorais. Ele é destinado apenas para uso privado. Qualquer outro uso do conteúdo do site além do uso acima estipulado, especialmente no que diz respeito à distribuição, modificação, transmissão, armazenagem e cópia, requer a autorização prévia por escrito da swissinfo.ch. Caso você esteja interessado em algum desses tipos de uso do conteúdo do site, entre em contato conosco através do endereço contact@swissinfo.ch.

No que diz respeito ao uso para fins privados, só é permitido o uso de hyperlink para um conteúdo específico e para colocá-lo no seu próprio site ou em um site de terceiros. O conteúdo do site da swissinfo.ch só poderá ser incorporado em um ambiente livre de publicidade sem quaisquer modificações. Especificamente aplicável a todos os softwares, pastas, dados e seus respectivos conteúdos disponibilizados para download no site da swissinfo.ch, uma licença básica, não exclusiva e não transferível é concedida de forma restrita a um único download e gravação de tais dados em dispositivos privados. Todos os outros direitos permanecem sendo de propriedade da swissinfo.ch. Em especial, proíbe-se qualquer venda ou uso comercial desses dados.

×