Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Votações cantonais Cidadãos recusam a construção de depósito de lixo nuclear

"Não" à candidatura olímpica da Suíça dada pelos eleitores do cantão do Valais. "Não" no cantão de Nidwalden à construção de um depósito de lixo nuclear e "não" à proposta de criação de um parque natural no cantão do Ticino: esses foram alguns dos resultados dos plebiscitos ocorridos no último domingo na Suíça.

Duas mulheres se abraçando

Oponentes à organização dos Jogos Olímpicos no cantão do Valais se abraçam logo após a publicação dos resultados do plebiscito.

(Keystone)

No cantão do Valais, região sudoeste do país, 54% dos eleitores vetaram a participação financeira do cantão (estado) na organização dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2026, enterrando de vez a candidatura do país.

As críticas ao grande projeto se refletiram nos resultados. Para muitos, as Olimpíadas são superdimensionadas, pouco sustentáveis e também caras. O eleitor acabou convencido.

Já os defensores das Olimpíadas contaram com o apoio direto de grandes lendas esportivas do país como os esquiadores Pirmin Zurbriggen e Ramon Zenhäusern, este, vice-campeão de slalon em fevereiro passado nos JO em Pyeongchang, Coréia.

Como o ministro suíço dos Esportes, Guy Parmelin, já havia colocado, o "sim" nas urnas era uma condição para a candidatura oficial da Suíça. Por isso anunciou que não será mais necessário organizar um plebiscito federal para dar aos cidadãos a possiblidade de se expressar sobre a «Sion 2026", como era chamado o projeto de candidatura. Assim, os JO de St. Moritz em 1948 continuarão a ser a última vez que o país recebeu o evento no seu território.

Em 2006 a Suíça já havia feito uma tentativa de organizar os jogos também em Sion, no cantão do Valais. Porém o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu por Turim, na Itália.

Alguns fãs dos JO não escondiam a sua decepção...

(Keystone)

Ninguém quer um depósito de lixo nuclear

O governo suíço não poderá mais utilizar a montanha de Wellenberg, localizada no cantão de Nidwalden (centro) para abrigar um deposito de lixo nuclear.

A grande maioria dos eleitores (89%) aprovou a proposta do governo cantonal (estadual) de pedir a retirada da montanha da lista de possíveis locais para a construção de um depósito capaz de abrigar dejetos radioativos produzidos pelas usinas atômicas do país (no total, cinco).

O argumento do governo cantonal: Wellenberg não cumpre as exigências geológicas para garantir a total segurança do depósito. 

Parque natural terá de esperar

A Suíça não terá no futuro próximo um segundo parque natural: no cantão do Ticino, eleitores de oito comunas rejeitaram a proposta de criação do "Parque Natural Locarnese".

Das oito comunas na região de Centovalli e Valle Maggia, apenas duas aprovaram o projeto e seis se manifestaram contra. O voto contraria a vontade de políticos locais. Segundo os analistas, a principal razão foi o temor de muitos habitantes de restrições às suas vidas caso a região em que vivem fosse declarada parque natural. 


Adaptação: Alexander Thoele

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.