Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Assassino de brasileira se rende

O cliente da prostituta brasileira, degolada no fim de semana, na cidade suíça de Lugano, entregou-se à polícia na cidade italiana de Como. Trata-se de um cidadão originário de Bérgamo, cliente do bordel no "Hotel Gabbiano" (foto).

Ainda não está esclarecido o porquê do crime que ocorreu na noite de sábado para domingo. O corpo só foi encontrado no início da noite seguinte. O assassino é de nacionalidade italiana, tem vinte e nove anos e era cliente da brasileira.

Contrariamente ao que se informou inicialmente a prostituta tinha 35 anos e não 20. Seu "nome artístico" era Cláudia mas na realidade se chamava Nárcia Cristina Caron e exercia sua profissão há um mês no "Hotel Gabbiano" de Lugano, sul da Suíça, na fronteira com a Itália.

Enquanto isso, os habitantes do bairro de Lugano (Loreto) onde fica o bordel exigiam o fechamento do hotel e a demissão do dono (Giuliano Bignasca, deputado) que foi eleito para o executivo da cidade no domingo. Bignasca nega-se a se demitir e a polícia constata que há base legal para fechar o estabelecimento.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.