Navigation

Pesquisadores suíços identificam alternativas à vacinação contra a gripe

Cientistas da Università della Svizzera italianaLink externo (USI) descobriram uma molécula capaz de reconhecer múltiplas variantes do vírus da gripe e desencadear a resposta imune correta nos pacientes.

Este conteúdo foi publicado em 30. julho 2019 - 09:00
O novo tratamento poderá também ajudar as crianças e os idosos a tolerar melhor os efeitos das vacinas Keystone / Jose Luis Magana

O vírus da gripe é capaz de se transformar com o tempo e escapar da resposta imune do corpo. Como resultado, as vacinas contra a gripe sazonal têm de ser reformuladas todos os anos.  

Cientistas do Instituto de Pesquisa em Biomedicina da USI encontraram uma maneira de ajudar o sistema imunológico a detectar e destruir novas variantes da gripe. Eles identificaram uma molécula chamada SIGN-R1, que reconhece variantes do vírus e pode, portanto, direcionar a resposta do sistema imunológico para eliminá-las. O SIGN-R1 também é capaz de se ligar a outros patógenos respiratórios, como bactérias pneumocócicas, que causam uma série de doenças como pneumonia e meningite. 

Os resultados do estudo - feito em colaboração com a Universidade de Toulouse (França), Harvard Medical School (Boston) e Mount Sinai School of Medicine (Nova York) - podem abrir caminho para a pesquisa de terapias alternativas à vacinação, baseadas em moléculas da mesma família do SIGN-R1, segundo os autores. 

Esses tratamentos poderiam ser utilizados em pacientes já infectados e para os quais a vacinação não é eficaz. Podem também ajudar as crianças e os idosos a tolerar melhor os efeitos das vacinas. Os resultados do estudo foram publicados na revista Nature Microbiology. 


Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?