Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Cyberataque Empresas suíças são pouco atingidas após vírus assustar

Apenas alguns computadores suíços foram atingidos pelo cyber-ataque potencialmente devastador que atingiu 200.000 sistemas de computador em 150 países no fim de semana.



WannaCry atingiu as ferrovias alemãs, desativando horários como este em Frankfurt, mas não interrompeu o trágego. O virus não afetou as Ferrovias Federais Suíças.

WannaCry atingiu as ferrovias alemãs, desativando horários como este em Frankfurt, mas não interrompeu o trágego. O virus não afetou as Ferrovias Federais Suíças.

(AFP)

"Na Suíça, apenas algumas pequenas e médias empresas foram afetadas. Até agora não sabemos de nenhuma grande empresa ", disse Max Klaus, vice-diretor do Centro de Relatórios e Análises da Suíça para a Segurança da Informação, para swissinfo.ch na segunda-feira de manhã. Aproximadamente 200 endereços de protocolo de Internet suíços foram atingidos.

O ataque cibernético global ocorreu em 12 de maio, prejudicando o Serviço Nacional de Saúde da Grã-Bretanha. O vírus - conhecido como Wanna Decryptor, ou WannaCry - é uma forma de extorção que bloqueia computadores e exige que as vítimas paguem US $ 300 para recuperar o acesso a seus arquivos. Outras vítimas conhecidas incluem o serviço  FedEx dos Eestados Unidos, a montadora fraancesa Renault e o Ministério do Interior da Rússia.

"Nos últimos 13 anos, tivemos contato muito bom com grandes empresas. Acho que eles estão bem conscientes dos riscos do cibercrime ", disse Klaus quando questionado por que as principais empresas suíças foram poupadas.

Os autores de WannaCry aproveitaram uma falha de segurança da Microsoft, aparentemente usando ferramentas desenvolvidas pela Agência Nacional de Segurança dos EUA. Como Klaus ressaltou, é crucial para os computadores ter um sistema operacional relativamente e constantemente reatualizado.

"Às vezes, pequenas empresas com apenas dois ou três funcionários pensam duas vezes antes de pagar CHF100 para uma atualização. Mas isso pode ter um efeito devastador dependendo do tipo de arquivos envolvidos. No passado, houve empresas que faliram por conta de algo assim ", disse Klaus, acrescentando que esperava que não fosse esse o caso desta vez. 

Além de instalar sistemas operacionais com atualizações automáticas, os consumidores podem proteger seus dados por meio de backups regulares. Klaus e sua organização enfatizam que as vítimas nunca devem pagar resgate.

Além de computadores, smartphones com versões completas da Microsoft também podem estar em risco. Mais informações para os consumidores estão disponíveis no site da Microsoft.




Adaptação: Claudinê Gonçalves, swissinfo.ch

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×