Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Depesas com educação aumentam e bolsas diminuem

Estudantes em aula na Universidade de Zurique.

(Keystone)

As despesas públicas com Educação aumentam na Suíça. Dados de 2001, revelados agora indicam governos federal, estaduais e municipais gastaram 23,3 bilhões de francos suíços em 2001.

Isso representou 4,7% a mais do em 2000 e equivaleu a 5,5% do PIB. Os recursos destinados às bolsas de estudo diminuiram.

Em 2001, 18% das despesas públicas na Suíça foram destinadas à Educação. Os cantões (estados) forneceram 52% das recursos, as comunas 35% e os restantes 13% ficaram a cargo do governo federal. Os dados foram publicados segunda-feira (15.3.04) pelo Serviço Federal de Estatísticas (OFS).

5,5% do PIB

A maior parte dos investimentos (10,4 bilhões de francos) vai para o ensino obrigatório, que é de 8 a 9 anos, dependendo do cantão. Nesse período, o investimento por aluno é de 110 mil francos, em média nacional.

Depois do ensino obrigatório, apenas um quinto dos estudantes escolhe ou tem notas suficientes para fazer a "maturidade ginasial" ou o liceu, principal caminho para a universidade. Esse cliclo leva 3 ou 4 anos e cada aluno "custa" entre 50 e 70 mil francos.

Os demais geralmente escolhem o ciclo profissionalizante, que oferece formação em cerca de 200 ofícios, em todo o país.

Ao ensino de segundo grau e o ensino profissionalizante, juntos, foram destinados 5 bilhões de francos, em 2001.

No chamado terceiro ciclo, ou seja, universidades e altas escolas foram investidos 5,6 bilhões de francos, em 2001.

O total dos investimentos no ensino público (23,3 bilhões de francos) correspondeu a 5,5% do PIB - Produto Interno Bruto - da Suíça, em 2001.

Bolsas dimuiram

As despesas totais com bolsas de estudos diminuiram de 20 milhões de francos, de 1997 a 2001, constata a OFS. Em média nacional, o montante das bolsas passou de 6.400 a 5.500 francos por aluno, apesar do custo de vida ter aumntado.

Em 2001, o total das bolsas, fornecidas pelos cantões (estados) foi de 277 milhões de francos. Os empréstimos (espécie de crédito educativo) somaram 26 milhões.

Quase 50 mil estudantes do pós-obrigatório receberam bolsas ou créditos de seus cantões, ou seja, 10,6% da população estudantil.

Os 23,3 bilhões de francos suíços investidos no ensino público, em 2001, representam 3 mil francos suíços por habitante.

swissinfo com agências

×