Navigation

Banco central suíço desconfia da moeda do Facebook

O banco central suíço (SNB) advertiu que as criptomoedas cujo valor está ligado ao dinheiro tradicional podem minar a sua capacidade de garantir a estabilidade dos preços. Isso poderia colocar o projeto de moeda eletrônica do Facebook, baseado em Genebra, em conflito direto com o banco central.

Este conteúdo foi publicado em 06. setembro 2019 - 09:45
swissinfo.ch
O presidente do SNB, Thomas Jordan, parece ter mais fé nas notas de francos suíços do que nas criptomoedas Keystone / Peter Klaunzer

Em um discurso na Basileia, na quinta-feira (5), o presidente do SNB, Thomas Jordan, delineou o pensamento do banco central sobre moedas digitaisLink externo. As chamadas “moedas estáveis”, que detêm reservas de francos, dólares e outras moedas em proporção à quantidade de tokens emitidos, são muito mais propensas a ter sucesso como concorrência às formas tradicionais de pagamento, disse.

Isso porque esses conjuntos de moedas tradicionais deveriam, pelo menos teoricamente, impedir que o valor dessas moedas criptográficas flutuasse de forma selvagem.

Jordan não viu nenhum problema com as moedas estáveis, apoiadas por francos suíços, operando dentro da Suíça. "Desde que os preços, salários e empréstimos sejam fixados em francos suíços, o SNB pode influenciar os incentivos para poupadores e credores através de sua política monetária e, assim, garantir a estabilidade de preços a médio prazo", disse.

"No entanto, se as moedas estáveis indexadas a moedas estrangeiras se estabelecessem na Suíça, a eficácia da nossa política monetária poderia ser prejudicada".

Jordan não destacou especificamente a Libra, a moeda do Facebook, a esse respeito, mas os planos da moeda eletrônica para o próximo ano estão atrelados a uma cesta de moedas diferentes. O projeto causou alarme entre reguladores e políticos em todo o mundo. Uma delegação de membros do Congresso dos EUA visitou recentemente a Suíça para compartilhar suas preocupações da Libra desestabilizar o sistema monetário mundial.

Franco suíço digital?

O think tank suíço Avenir Suisse publicou no mês passado um estudoLink externo que destacou outras formas que a Libra poderia afetar negativamente as decisões da política monetária do SNB. Se a Libra empregar francos na sua cesta de moedas estabilizadoras de preços, poderá aumentar a demanda pela moeda suíça.

"Como a Libra e seus imitadores são comprados principalmente com moeda estrangeira, [um tempo de crise financeira] aumentaria ainda mais a pressão sobre a valorização do franco", diz o relatório. Isso seria um problema para o SNB, que já enfrenta uma luta para impedir que o franco ganhe força.

Na quinta-feira, Jordan também levantou a possibilidade do SNB emitir uma versão digital do franco suíço, mas apenas se ele fosse emitido para bancos e outros atores financeiros ao invés do público em geral.

A bolsa de valores suíça pediu ao SNB para produzir uma moeda estável para o seu projeto de construir uma nova plataforma para ativos digitais. O recém-licenciado Sygnum Bank tem seu próprio token digital para fazer pagamentos dentro de seu sistema.

No entanto, Jordan disse que mais pesquisas precisam ser feitas para estabelecer se tal moeda digital funcionaria e para avaliar qual o benefício real que ela traria.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.