Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Edelvais será cultivada e vendida em floricultura

Cultura fácil e econômica

Símbolo dos Alpes, a florzinha branca das montanhas estará brevemente à venda nas floriculturas. Testes preliminares demonstraram que a edelvais pode ser cultivada em estufa.

O projeto, que está em sua fase inicial, permitirá que os floricultores suíços diversifiquem as espécies que cultivam. Outro objetivo é ter culturas que requerem pouca energia.

Na experiência com a edelvais, o melhor resultado foi obtido com fibras de coco em jardineiras diretamente na terra, explicam os pesquisadores do Agroscope Changins-Wädenswil.

Foram obtidos talos longos e adaptados para a confecção de ramalhetes redondos.

Cultura na primavera

A colheita ocorre com um pouco mais de três meses de cultura em estufa, plantando em março e, com a mesma duração a céu aberto, plantando em maio. Isso foi possível com a variedade Helvetia, em que as floradas se prolongam quando as flores são colhidas regularmente.

Essa variedade possibilita, portanto, produção e comercialização durante o ano todo.

Depois da fase de pesquisa, os primeiros plantios pelos floricultores ocorrerão na primavera européia, dentro de alguns meses. A edelvais já é cultivada pelos agricultores de montanha e vendida para a indústria de cosméticos e agro-alimentar.

swissinfo com agências

As gencianas também estão em estudo

Além das pesquisas com a edelvais, o instituto agronômico Agroscope Changins-Wädenswil também pesquisa as gencianas.
Está em fase de testes e cultura de variedades nativas de genciana como a Gentiana asclepiadea e a Gentiana pneumonanthe.
O objetivo é medir o potencial de produção de gencianas com talos de qualidade para o uso em ramalhetes.
Com esses projetos, o instituto de pesquisa Agroscope Changins-Wädenswil pretende estimular produtos de forte tipicidade suíça.

Aqui termina o infobox

Reduzir custos de calefação

Os pesquisadores se concentram em plantas de origem alpina, pouco exigentes em termos de energia.

Com o aumento do preço da energia, a adaptação de plantas nativas pemitiria reduzir os custos de calefação nas estufas.

Aqui termina o infobox


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×