Navigation

Escola particular fechada por violência de professores

Classes ficarão vazias até conclusão do inquérito Keystone

Alunos eram espancados por professores numa escola particular em Saint-Gallen, nordeste da Suíça. Os pais denunciaram e a Secretaria da Educação determinou o fechamento da escola. Um inquérito foi aberto mas a direção do estabelecimento contesta os fatos.

Este conteúdo foi publicado em 04. agosto 2000 - 16:39

"As sevícias aplicadas aos alunos vão de tapas a socos até sair sangue", afirmou o Secretário de ensino de Saint-Gallen à DRS, Rádio nacional suíça de língua alemã. Anteriormente, a Secretaria afirmou em comunicado que as sevícias corporais eram freqüentes na escola particular Sonnenberg, em Vilters, estado de Saint-Gallen.

É a primeira vez que uma escola particular é fechada por violência contra os alunos e o assunto vai provocar polêmica no país. As denúncias foram de pais de alunos e, segundo a Secretaria de Educação, tanto meninas como meninos eram castigados e maltratados.

A Secretaria determinou o fechamento provisório da escola, enquanto não for concluído um inquérito. Posteriormente, a autorização de funcionamento poderá ser definitivamente suspensa.

O diretor da escola Sonnenberg, Louis Hueppi, se diz supreso pelas acusações e afirma que trata-se de "pura calúnia". Diz que a escola tem 50 anos de tradição sem nunca ter registrado abusos dos professores. O vice-diretor, no entanto, admitiu que, recentemente, um aluno levou "uma surra" de um professor mas que o "caso era isolado".

A escola Sonnenberg tem 9 professores e uma centena de alunos entre 10 a 17 anos de idade. Dois terços são internos que pagam aproximadamente 18 mil dólares por ano.

Swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?