Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Ex-lider ucraniano condenado por corrupção

Pavlo Lazarenko em 1997.

(Keystone)

A justiça suiça condenou o ex-primeiro-ministro da Ucrânia, Pavlo Lazarenko, a 18 anos com sursis. Lazarenko fora indiciado por lavagem de dinheiro público. Ele teria desviado US $ 880 milhões, dos quais 6,6 estão em bancos suíços, congelados.

Na Suíça, o ex-primeiro-ministro ucraniano era acusado de lavagem de 6,6 milhões de dólares. Ele foi condenado pelo Tribunal de Polícia de Genebra a 1 ano e meio de prisão com sursis, ou seja com suspensão temporária da pena.

Esse dinheiro que foi confiscado pelo procurador de Genebra, Bernard Bertossa, deve ser entregue à Ucrânia. A operação de lavagem foi cometida entre 1992 e 1995, quando Lazarenko era governador da região de Dnepropetrovsk.

O ex-primeiro-ministro, Pavlo Lazarenko, 47 anos, admitiu a culpa, mas foi condenado à revelia. Ele está preso em São Francicos, EUA, desde fevereiro de 1999, acusado também de lavagem de dinheiro no valor de 114 milhlões de dólares. E conta de 80 milhões em seu nome em Antigua (nas Antilhas) também estão congelados.

Segundo um inspetor de Genebra, que foi ouvido como testemunho no processo, Lazarenzo desviou 880 milhões de dólares de fundos públicos ucranianos. As somas teriam transitado por 80 bancos de vários países.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.