Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Federer é eliminado do Aberto da Austrália

Não haverá uma terceira vitória consecutiva para Federer em Melbourne.

(Reuters)

Má surpresa em Melbourne: o suiço n°1 mundial Roger Federer não disputará a final do Aberto da Austália, domingo.

Na semifinal, ele foi derrotado pelo sérvio Novak Djokovic, em três sets, com parciais de 5:7, 3:6, 6:7. Na final, Djokovic vai enfrentar o francês Jo-Wilfried Tsonga, que supreendentemente eliminou o espanhol Rafael Nadal na outra semifinal.

Bicampeão em Melbourne, Federer estava com uma impressionante série de 34 vitórias em semifinais no circuito principal.

Depois da derrota em 2005 em Roland-Garros contra Rafael Nadal, ele não tinha perdido mais nessa etapa das competições. Além disso, ele não tinha sido derrotado em três sets em torneio importante desde os Internacionais da França, em 2004, quando perdeu na terceira rodada para Gustavo Kuerten...

Mais do que a derrota em si, a maneira como ela ocorreu é que é inquietante. Roger Federer passou ao largo da partida, mesmo se ele se revoltou no terceiro set. Dominado nas bolas diagonais, pouco eficaz no saque (72% dos pontos ganhos depois da primeira bola), ele parecia muito lento nos deslocamentos.

"Não era o meu dia e ele jogou com perfeição os pontos importantes. Ele particularmente sacou bem nos momentos-chave", declarou Federer.

Primeiro set crucial

Tudo parecia ter começado bem para o homem dos doze títulos do Grand Slam, que ganhava logicamente de 5 a 3 e 0-30 no saque adverso no primeiro set. Mas ele não conseguiu concluir quando servia, como já fora o caso contra Janko Tipsarevic (ATP 49), cometendo três erros no segundo game.

"Sou consciente que tudo teria sido diferente se eu tivesse ganho o terceiro set. Paguei muito caro esse serviço perdido", confirmou Roger Federer.

Novak Djokovic, que demonstrava os primeiros sinais de nervosismo a 3-5, voltou a ficar confiante com esse break inesperado. O sérvio dominou claramente o segundo set e o placar chegou a 5-1. Freqüentemente prejudicado por seu nervosismo, Novak aguentou perfeitamente o choque no terceiro set, frente a um Roger Federer mais agressivo.

O sérvio de 20 anos salvou sem tremer duas bolas de set no 12° game, graças ao saque forte, antes de concluir na primeira bola decisiva, aproveitando de um 32° erro do adversário.

Nadal se aproxima

Roger Federer vê sua vantagem sobre Rafael Nadal na classificação ATP diminuir um pouco mais. O suíço, cuja vantagem antes de Melbourne era de 1.400 pontos, terá agora 650 pontos à frente do espanhol, na próxima classificação a ser divulgada segunda-feira.

swissinfo com agências

Número 1 mundial

Em 2007, Roger Federer ganhou 8 torneios: Aberto da Austrália, Dubai, Hambourg, Wimbledon, Concinnati, Aberto dos Estados Unidos, Indoors de Basiléia e Master de Shangai.

Ele perdeu quatro finais: Monte Carlos, Roland Garros, Montreal e Madri.

Desde o início da carreira, Federer ganhou 53 torneios de simples num total de 549 vitórias e 133 derrotas.

Nascido em 1981, em Basiléia (noreste), o suíço permanece à frente da classificação mundial ATP, apesar da concorrência. A seu grande rival Rafael Nadal (2°) soma-se agora um terceiro jogador no combate: Novak Djokovic (3°).

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.