Navigation

Governo quer Fórum novamente em Davos

swissinfo.ch

O Fórum Econômico Mundial ainda nem foi para Nova York e o governo suíço já trazê-lo de volta. O WEF 2002 será nos Estados Unidos mas o ministro da Economia, Pascal Couchepin declarou hoje que o governo "fará tudo" para que ele ocorra na Suíça em 2003.

Este conteúdo foi publicado em 07. novembro 2001 - 14:29

A decisão de realizar o próximo Fórum Econômico Mundial (WEF) em Nova York foi tomada depois dos atentados de 11 de setembro, principalmente por razões de segurança, segundo o governo suíço.

Quarta-feira, o governo suíço lamentou oficialmente a decisão da diretoria do WEF mas afirmou "compreender as preocupações que motivaram a decisão". O estado de Grisões e a cidade de Davos, nos alpes suíços não podiam mais garantir a segurança de tantos empresários e chefes de Estado e de governo, depois dos atentados nos EUA.

Aumentar orçamento da segurança

O prefeito de Davos disse que se trata de uma "grande perda" para a cidade, onde o Fórum sempre foi realizado desde sua fundação, em 1971.

Pascal Couchepin, ministro da Economia, garantiu que governo fará tudo para que o Fórum volte para Davos, em 2003. Para isso, o governo vai solicitar a participação nos Estados no orçamento da segurança e também está disposto a aumentar sua parte (3/8) no orçamento.

Couchepin disse que o "intermédio" norte-americano não prejudica a imagem da Suíça mas é uma maneira de testemunhar a solidariedade à Nova York e às vítimas dos atentados.

Nome e temas mudaram

André Schneider, diretor administrativo do WEF disse que será mais fácil garantir a segurança em Nova York porque o encontro será num único edifício, um hotel em Manhattan, entre 31 de janeiro e 5 de fevereiro.

Para a próxima edição, o Fórum mudou de nome e de temas: o "WEF Davos em Nova York" vai abordar a segurança, a paz e o diálogo entre culturas, a disparidade entre ricos e pobres e a recessão econômica.

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?