Navigation

Janela n°19: cantão de Uri

Tuuli Stalder / SRF

Suas fotos ilustram artigos nos jornais Neue Zürcher Zeitung (NZZ), Die Zeit (Alemanha) e na revista Rolling Stone. O autor, Luca Schenardi, é um dos jovens talentos originários do cantão de Uri.

Este conteúdo foi publicado em 19. dezembro 2020 - 09:00

Suas obras são uma espécie de pop pós-moderno: fácil de ler, ricas em citações, mas insondáveis. Sua força vem das cores ricas e das composições marcantes. Na tradição surrealista, suas ilustrações evocam o simbolismo, ou então saltam para as capas de discos psicodélicos dos anos 70.

"Ele adora teletexto e reconhece os pássaros por seu canto. Pode parecer um maluco excêntrico, mas na verdade ele é um dos ilustradores mais famosos do país: Luca Schenardi". Assim o jornal Blick descreveu o artista de 42 anos de idade.

Luca SchenardiLink externo é um artista freelancer, ilustrador e designer de pôsters e cartazes. Seus trabalhos mais conhecidos são "An VogelhäuschenLink externo mangelt es jedoch nicht" (Não faltam casinhas de pássaros), publicado em 2012, e "Meyer spricht von GratiskaffeeLink externo" (Meyer fala sobre café gratuito), que apresenta quase 200 títulos estranhos tirados do teletexto.

Desde sua infância, Luca Schenardi também é voluntário na estação ornitológica de Sempach. O ilustrador de sucesso internacional vive e trabalha à beira do Lago de Lucerna com sua companheira Lina Müller. "Meu coração bate por Uri", diz ele.

Luca Schenardi também transmite sua arte. Ele leciona em várias academias de arte na Suíça e países vizinhos.


A arte em todos os seus estados

Este ano, a SWI swissinfo.ch decidiu dedicar seu Calendário de Advento ao mundo da cultura - e à cultura suíça em particular. Concertos cancelados, museus fechados, apresentações proibidas - a crise do coronavírus atingiu duramente os artistas em todos os campos.

A fim de apoiá-los à nossa maneira e permitir que você descubra seus mundos encantados e variados, lhes convidamos a abrir uma nova janela a cada dia, que revelará uma personalidade particular. Alguns são mais populares do que outros, mas todos têm em comum que são contemporâneos e reconhecidos internacionalmente em sua arte.

Siga-nos durante o mês de dezembro e conheça aqui uma rapper do Valais, um dançarino da Basileia, um escritor da Thurgau (Turgóvia), um trompetista de Friburgo...

E é bom lembrar: nossa seleção não tem a intenção de apresentar "o melhor" da arte suíça. Nós simplesmente desejamos oferecer a você uma paleta o mais rica possível. E esteja à vontade para nos apresentar ou recomendar novos artistas de sua preferência.  👇

End of insertion



Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.