Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Meningite assusta soldados

Recrutas de tropas blindadas, em março de 2000

(Keystone Archive)

Uma campanha de vacinação é realizada nos quartéis suíços onde no período de um ano vários recrutas pegaram essa doença que não é banal e dá medo.

Os 12.500 recrutas suíços que começaram o serviço militar nesta semana têm opção de se vacinar contra a meningite mais freqüente (meningogoco tipo C). A grande maioria deve se submeter à vacina porque os casos da doença aumentaram na Suíça, cinco recrutas foram atingidas no período de um ano e principalmente porque a meningite pode ser fatal em 10 a 15% dos casos.

"A meningite não é uma doença banal", lembra o farmacêutico suíço Gabriel Voirol, que trabalha para o estado do Jura (oeste, fronteira com a França). "Entendo porque ela assusta".

Contágio

A campanha nos quartéis procede. Estudos têm mostrado que os recrutas correm sete vezes mais riscos de contrair a doença que seus colegas que continuam na vida civil: a vida em comunidade e os contatos estreitos são terreno fértil para a proliferação da enfermidade.

A meningite (inflamação das meninges) pode ser transmitida por um vírus ou por bactérias. Raramente por cogumelos ou parasitas. Pode ser pega em contato com a pessoa contaminada: tosse, bocejo ou simples conversa, através de gotinhas de saliva.

Sintomas

Os sintomas mais evidentes são febre, dores de cabeça, vômitos e principalmente endurecimento da nuca. São sintomas que lembram bastante os indícios da gripe. Só que é muito mais grave. Para que o tratamento com antibiótico dê resultado é preciso que o doente seja tratado a tempo, lembra o especialista Voirol. O risco de contágio pode ser delimitado em 48 horas, se forem administrados antibióticos às pessoas que estiveram em contato com o enfermo.

O exército suíço vai gastar 1.2 milhões de francos na campanha. Dentro de cinco meses vai reativá-la quando começar nova fornada de recrutas.

swissinfo


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×