Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Travessia Atravessando os Alpes

Um século atrás, o piloto suíço Oskar Bider foi o primeiro aviador a atravessar os Alpes, de Berna, capital suíça, até Milão, na Itália, menos de um ano depois de obter sua licença de piloto.

Antes, ele já tinha atravessado os Pirineus, de Pau, na França, até Madri. Em março de 2013, ele também fora o primeiro a voar de Basileia a Listal (dentro da Suíça). Em maio do esmo ano, sobrevoara parte dos Alpes, de Berna a Sion, no cantão do Valais.
Agricultor de profissão, em 13 de julho Bider saiu da capital suíça bem cedo em direção ao sul. O maior obstáculo em sua rota era a montanha Jungfraujoch, no cantão de Berna, que ele devia atravessar sem abastecer, batendo o recorde de altitude na Suíça (3.600 metros).

Descrito por alguns como um sujeito biruta, ele pousou com seu avião Blériot em Domodossola, na Itália, para abastecer, prosseguindo até Milão. Bider ficou duas semanas em Milão antes de voltar para a Suíça e atravessar novamente os Alpes por uma rota diferente da ida.
Durante a Primeira Guerra Mundial, ele foi cofundador e piloto-chefe da Força Aérea Suíça. Depois da guerra, ele criou a primeira companhia suíça de voos domésticos. Um dos grandes pioneiros de sua época, Bider morreu em julho de 1919, aos 27 anos, quando seu avião caiu durante o voo inaugural da companhia. Sua irmã Leny morreu no mesmo acidente e ambos foram sepultados em Langenbruck, vilarejo natal da família Bider.

Fotos: Keystone/PHOTOPRESS/Verkehrshaus

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.