Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

No rastro dos primeiros dinossauros

Por aqui passou um dinossauro entre 205 e 210 milhões de anos atrás.

Os paleontólogos do Museu de História Natural da Basileia descobriram novas pegadas de dinossauros no Parque Natural de Ela, nos Grisões. Tamanho da pata: 40 centímetros.

São as pegadas de grandes dinossauros mais antigas do mundo. Elas se encontram em uma escarpa vertical.

"O dinossauro não usava garras de ferro (como as usadas pelos alpinistas) entre 205 e 210 milhões de anos atrás. Isto nós teríamos visto", comenta brincando o paleontólogo Christian A. Meyer, do Museu de História Natural da Basileia.

O motivo das pegadas, descobertas no Pico Ela, no Cantão Grisões, estarem praticamente num paredão vertical se deve ao seguinte fato: o fundo do mar, que era horizontal no período triássico (entre 251 e 199.6 milhões de anos atrás), sofreu influências tectônicas entre 140 e 150 milhões de anos mais tarde formando os Alpes, a cordilheira mais alta da Europa.

Dinossauros caminharam por muitos lugares do supercontinente original. O porquê de justamente estas pegadas terem sido preservadas é explicado pelo pesquisador da seguinte maneira: a praia estava coberta com lama de cal que se solidificou juntamente com algas verde-azuladas e bactérias formando "colchões". "Estes colchões eram quase como algodão, consistentes e resistentes."

Em virtude da sobreposição de camadas ao longo de milhões de anos a lama se petrificou. "Acumulou-se mais lama em cima, ainda mais lama e ainda mais lama. Com isso a pressão aumentou, as temperaturas foram alteradas e houve um processo de petrificação desta antiga praia".

Grandes carnívoros de 4,5 a 7 metros

As pegadas no Parque Natural de Ela revelarão muito aos pesquisadores: "Nas próximas semanas faremos uma avaliação. Poderemos então dizer o tamanho deste animal e com qual velocidade ele caminhava. Isto porque encontramos várias sequências de pegadas uma atrás da outra."

"Não é difícil calcular a altura da cintura a partir do tamanho dos sapatos", diz Meyer.

Existem, tanto para mamíferos quanto para répteis, proporções determinadas. Com base no comprimento das passadas pode-se, em seguida, calcular também a velocidade. Grandes dinossauros eram carnívoros e atingiam entre 4,5 e 7 metros de altura.

Para se reconhecer as pegadas é preciso muita experiência e corretas condições de iluminação. Se os raios luminosos incidissem perfeitamente na horizontal não se perceberiam essas impressões. Apenas com a sombra é possível vê-las.

Particularmente interessante na nova descoberta de rastro de dinossauro é o tamanho da pegada: "o fato novo é que até hoje não se sabia da existência desses grandes dinossauros carnívoros naquele período. Existe apenas um único esqueleto, um pouco mais jovem, encontrado no norte da Alemanha. Normalmente as pegadas desse período medem no máximo 20 centímetros."

Foram também encontradas marcas deixadas por outros répteis pré-históricos, dinossauros herbívoros e dinossauros predadores de médio porte.

Grandes dinossauros antes do que se supunha

"Agora podemos examinar esse período com maior precisão. Com os rastros podemos provar que, na evolução, o desenvolvimento de grandes dinossauros aconteceu evidentemente antes do que se supunha anteriormente." Até o momento tinha-se conhecimento de pegadas de grandes dinossauros predadores somente a partir do período Jurássico Inferior (entre 199,6 e 175,6 milhões de anos atrás).

As pegadas encontradas no paredão nunca serão acessíveis ao público. Somente para se chegar perto do local são necessárias oito horas de caminhada. "Mas confeccionaremos, no próximo ano e no ano subsequente, moldes dessas pegadas. Assim elas poderão ser vistas pelos visitantes da Reserva Natural de Ela ou no Museu de Coira (Chur)", diz Meyer. Se existisse dinheiro suficiente, seriam também expostos modelos representativos dos dinossauros predadores.

Eveline Kobler, swissinfo.ch
(Adaptação: Alexandre Maestrini)

O dobramento dos Alpes

O dobramento geológico dos Alpes começou a cerca de 135 milhões de anos atrás como um processo em várias etapas e foi concluído entre 30 e 35 milhões de anos atrás.

Uma parte (Placa Africana) se soltou do supercontinente original (Pangea) e foi empurrada com um movimento rotatório contra a Europa. Como resultado, os estratos rochosos do antigo mar foram erguidos e empilhados. Surgiu a montanha.

Aqui termina o infobox

Pegadas acessíveis ao público

A maior quantidade de pegadas de dinossauros do mundo (4000 metros quadrados) será pela primeira vez aberta ao público nos fins de semana entre 22 a 23 e entre 29 a 30 de agosto.

As pegadas foram descobertas durante as escavações preliminares para a construção da autoestrada nacional A16 no cantão do Jura.

Os sítios arqueológicos são considerados entre os mais importantes do mundo e têm sido intensivamente analisados desde então.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×