Navigation

Novartis rebate críticas nos EUA

Complexo da Novartis em Basiléia Keystone

Novartis, gigante da indústria químico-farmacêutica de Basiléia, está na berlinda nos Estados Unidos, onde foi indiciada. Pode ser processada pela venda "agressiva" do Ritalin, remédio aplicado a crianças hiperativas e desatentas.

Este conteúdo foi publicado em 16. maio 2000 - 12:34

A denúncia coletiva foi feita no Texas depois da morte de um garoto de 14 anos que tomava o Ritalin, vendido nos Estados Unidos há 40 anos. O remédio é utilizado para tratamento dos distúrbios de atenção.

Só nos Estados Unidos atualmente cerca de 3 milhões de pessoas consomem o Ritalin.

A denúncia publicada no "Wall Street Journal" foi apresentada por falta de informação sobre os efeitos secundários do medicamento.

Segundo porta-voz de Novartis o Ritalin é "seguro e eficaz", tem sido utilizado por milhões de pacientes e seus efeitos foram analisados em 170 estudos científicos.

As vendas de Vitalin totalizam 230 milhões de francos, cerca de 135 milhões de dólares.

swissinfo com agências.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?