Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Novo julgamento de criminoso de guerra ruandês

O ex-prefeito ruandês, Fulgence Niyonteze, condenado à prisão perpétua há um ano na Suíça volta ao tribunal. Novo processo, em segunda instância, vai começar em 15 de maio, comunica a justiça militar suíça. Ele esteve implicado no genocídio em Ruanda.

Fulgence Niyonteze foi responsabilizado por assassinato e diferentes violações graves das Convenções de Genebra durante a guerra civil que estourou em Ruanda em 1994 e se transformou em verdadeiro genocídio com centenas de milhares de mortos. Julgado por tribunal militar em Lausanne, ele foi condenado em 30 de abril de 1999 à prisão perpétua e a expulsão por 15 anos do território suíço.

Nyionteze, preso em Champ Dollon, em Genebra, recorreu da sentença. Novo processo em segunda instância está previsto a partir de 15 de maio.

swissinfo coma agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.