Suíça não multa mais quem não mantém distância

O governo aboliu as multas de CHF100 (US$ 104) por não manter uma distância de dois metros, introduzidas em 20 de março, na tentativa de minimizar a propagação da Covid-19.

Este conteúdo foi publicado em 04. junho 2020 - 08:58
Uma jornalista em entrevista no dia 25 de maio Keystone

O Ministério da Saúde ainda recomenda que a distância de dois metros seja mantida para o contato pessoal. No entanto, a ameaça de multa "não parece mais justificada diante do baixo número de casos atuais", noticiou o jornal Tages Anzeiger na quinta-feira (4), citando o ministério suíço

"No contexto do atual relaxamento das medidas, a responsabilidade dos cidadãos vem cada vez mais à tona". 

No sábado, o governo já retirou as disposições penais para uma distância mínima em público. 

No entanto, a Portaria Covid ainda prevê multas em alguns casos, como turismo de compras ou por participar de reuniões de mais de 30 pessoas, por exemplo, em um parque. São permitidos eventos de até 300 pessoas desde que o organizador tenha um conceito de proteção.

De mãos dadas 

Desde 20 de março, a polícia multou milhares de pessoas que não mantiveram distância. Em Zurique, por exemplo, um casal foi multado em CHF100 por darem as mãos em um parque. Como a chefe de segurança da cidade Karin Rykart disse ao Neue Zürcher Zeitung (NZZ), a mulher e o homem - que vivem juntos - foram multados porque não reagiram quando um policial ordenou que todos no parque se afastassem. 

Os cantões, responsáveis pela fiscalização, informaram ao Ministério da Saúde na semana passada sobre a abolição das multas.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo