Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Portugal volta a perder para a Grécia

Giorgios Karagounis (10), marcou de falta o segundo gol que deu a vitória à Grécia.

(Keystone)

A equipe de Luiz Felipe Scolari decepciona em Düsseldorf e perde por 2 a 1 para o campeão europeu. A Alemanha desmonta a Suíça, e a Áustria perde para a Holanda depois de estar ganhando por 3 a 0. Os testes das seleções classificadas para a Eurocopa foram recheados de surpresas.

Os 15 mil gregos presentes ao estádio LTU Arena, em Düsseldorf, na Alemanha, festejaram nesta quarta-feira como se a Grécia tivesse acabado de defender o título de campeão europeu, conquistado há quatro anos em Portugal.

No primeiro confronto entre as duas equipes desde a final da Eurocopa 2004, o técnico alemão da Grécia, Otto Rehhagel, um especialista na tática da retranca, surpreendeu com um time mais ofensivo do que de costume – com três atacantes.

A estratégia deu certo. Desde o início, os gregos levaram mais perigo ao gol de Ricardo e foram recompensados aos 33 minutos, com um golaço de Karagounis, cobrando no ângulo uma falta cometida por Pepe na intermediária.

O segundo gol, aos 15 minutos do segundo tempo, também de Karagounis, foi uma cópia do primeiro, só que desta vez a falta fora cometida por Ricardo Carvalho, considerado um dos melhores zagueiros centrais do mundo. Ricardo falhou no golpe de vista, abrindo os flancos para uma nova discussão sobre quem deve ser o goleiro titular: ele ou Quim.

Time dependente de Cristiano Ronaldo



Ainda que Felipão não queira admitir que a seleção portuguesa depende de Cristiano Ronaldo, sua ausência – e também a do meio-campista Deco – foi sentida nesta quarta-feira. Sem a criatividade dos dois, o que os 28,5 mil torcedores em Düsseldorf viram foi um "Portugalzinho", sem meio-campo e com um ataque que não convenceu.

Apenas o capitão Nuno Gomes criou algumas situações de perigo e conseguiu romper uma vez a muralha grega, marcando o gol de honra a 15 minutos do apito final, aproveitando cruzamento de cabeça de Hugo Almeida.

Felipão tentou minimizar a segunda derrota no ano da Eurocopa, após a de 3 a 1 para a Itália em Zurique, dizendo que foi "apenas um teste" e que os preparativos só começam após a convocação do time definitivo em 12 maio.

A Grécia não só evitou a revanche dos portugueses como também abriu uma vantagem nas estatísticas: agora acumula 5 vitórias, 4 derrotas e 4 empates em confrontos com Portugal.

Anfitriões perdem de novo

Um pequeno consolo para Portugal é que seus adversários na primeira fase da Eurocopa não estão em situação melhor. A Suíça foi literamente desmontada pela vizinha Alemanha, levando uma goleada de 4 a 0 em Basiléia, onde mostrou um futebol "à beira do amadorismo", como disse o técnico Köbi Kuhn.

Jogando a temperaturas de 11 graus negativo, em Minsk, a Turquia, terceira colocada na Copa de 2002, conseguiu um empate em 2 a 2 com Belarus, depois de estar duas vezes em desvantagem no placar.

A República Tcheca, vice-campeã européia em 1996, esbarrou nos dinamarqueses (não classificados), com um empate em 1 a 1, embora nesse jogo se tenha visto um futebol mais dinâmico e atraente do que entre Grécia e Portugal.

A pior derrota da rodada de testes foi a da Áustria. A equipe co-anfitriã da Eurocopa abriu uma vantagem de três gols no placar, nos primeiros 35 minutos, mas ainda acabou perdendo por 4 a 3 para a Holanda, cotada como uma das favoritas ao título.

Polônia dá vexame, França em forma



Em Cracóvia, a Polônia levou uma goleada de 3 a 0 dos Estados Unidos. Pelo mesmo placar, a Romênia derrotou a Rússia, em Bucareste, num confronto entre outras duas equipes classificadas para o Euro 2008.

Com um gol de pênalti de Franck Ribery, a França derrotou a Inglaterra comandada por Fabio Capello, no dia em que David Beckham fazia seu 100° jogo com a camisa dos "três leões", que assistirão à Eurocopa pela TV.

Em Londres, numa reedição da final da Copa de 1958, o Brasil voltou a derrotar a Suécia. Desta vez, bastou um gol do estreante Pato para a vitória dos brasileiros, que, há 50 anos, em Estocolmo, derrotaram os suecos por 5 a 2, conquistando o primeiro dos seus cinco títulos mundiais.

swissinfo, Geraldo Hoffmann, Düsseldorf

Resultados

As equipes que não disputarão a Eurocopa estão grifadas em itálico.


Portugal 1 x 2 Grécia
Suíça 0 x 4 Alemanha
Belarus 2 x 2 Turquia
Dinamarca 1 x 1 Rep. Tcheca
Áustria 3 x 4 Holanda
França 1 x 0 Inglaterra
Espanha 1 x 0 Itália
Escócia 1 x 1 Croácia
Romênia 3 x 0 Rússia
Brasil 1 x 0 Suécia
Polônia 0 x 3 EUA

Aqui termina o infobox

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.