Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Quase todas as escolas suíças estão conectadas na Internet

Em 2007, há um computador para 8,4 alunos suíços.

(RDB)

Em cinco anos, o número de escolas suíças da rede pública equipadas com computador aumentou de um terço, chegando a 95%. Esse fato é fruto de uma idéia do governo federal, dos governos cantonais (estaduais) e dos meios econômicos.

O projeto "Escola na Internet" atingindo seus objetivos, as competências em informática dos alunos poderão ser consideralmente melhoras, afirma a ministra da Economia, Doris Leuthard.

Os diversos atores do projeto exibiam um largo sorriso, sexta-feira em Berna, capital suíça. Mesmo assim, reafirmaram a necessidade de continuar a promover as tecnologias da informação e da comunicação (ICT) nas escolas públicas.

O balanço desse programa de parceria público-privado é "positivo", na apreciação de Isabelle Chassot, presidente da Conferência de Diretores Cantonais (estaduais) da Instrução Pública e de representates da economia privada.

Em cinco anos, o número de computadores à disposição dos alunos cresceu claramente. Em 2001, em média, havia um computador em classe para 12,8 alunos. Este ano, a relação é de um para 8,4 alunos.

Um milhão de alunos conectados

Mais de um milhão de alunos estão conectados na Internet. Das 5.300 escolas públicas do país, 95,4% estão conectadas na rede. É 30% a mais do que em 2001.

As instalações foram parcialmente pagas pelo setor privado. No total, os empresários investiram cerca de 200 milhões de francos, segundo suas próprias estimativas. Três quartos dessa soma foram disponibilizados pela Swissicom - gigante do setor em que o Estado detém parte do capital - como contribuição ao projeto "A escola na Internet".

Continuar a investir

Paralelamente a esse programa, cantões e comunas também abriram o caixa. No total, investiram 1 bilhão de francos suíços em tecnologia e em formação. "Esses investimentos devem continuar", segundo a secretária da Educação do cantão de Fribourg, Isabelle Chassot.

"A Escola na Internet é um importante programa de impulsão que ocorreu no momento certo". Ele coincidiu com os esforços dos cantões e das comunas no setor das tecnologias da informação, que apoiaram o processo de integração dessas tecnologias nas escolas, explica Isabelle Chassot.

35 mihões do governo federal

Por sua vez, o governo federal liberou 35 milhões de francos para o projeto. Grande parte dessa soma serviu para a formação inicial e contínua de vários milhares de professores.

Para a ministra da Economia, Doris Leuthard, "A Escola na Internet", precisa continuar. Ela prometeu estimular a utilização das ICT em todos os graus do sistema educativo e pretende contribuir para que essas tecnologias sejam acessíveis no cotidiano.

O gigante da comunicação Swisscom garante que vai se retirar projeto antes que todas as escolas suíças estejam conectadas gratuitamente na Internet. Para isso, investirá 40 milhões de francos por ano na manutenção da rede, na formação de professores e em dois portais educativos na Internet.

swissinfo com agências

Breves

Na Suíça, a instrução pública é um princípio inscrito na Constituição federal e as competências são divididas entre o governo federal, os cantões e as comunas.

Na Suíça, não existe Ministério da Educação. São portanto os cantões (estados) que gerem a instrução pública e que garantem o financiamento, juntamente com as comunas (cerca de 90%).

Até 21 de maio de 2006, todas as tentativas de harmonização dos sistemas escolares cantonais eram rejeitadas em votação popular (é necessária a chamada dupla maioria, do povo e dos cantões, para modificar a constuição).

O projeto finalmente aceito em 21 de maio de 2006 institui uma escola infantil obrigatória em todo o país, a mesma idade para o início da escolaridade e a mesma duração do ensino obrigatório.

Aqui termina o infobox

Escola na Internet

A iniciativa "Parceria Público-Privada - Escola na Internet (PPP-ésn)" visa promover a utilização das tecnologias da informação e da comunicação nas escolas públicas primárias e secundárias.

Os parceiros principais do projeto são os cantões (estados).

A Confederação (Estado Federal) apóia financeira a formação e o aperfeiçoamento dos professores.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque