Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Reativada campanha anti-AIDS

Um dos cartazes sugestivos

(swissinfo.ch)

Cartazes sugestivos como este serão colados em toda a Suíça para prevenir contágio de uma doença que ainda não tem cura e aumentou pela primeira vez no país desde 1992.

Nos quatro cantos do país, cartazes com imagens sugestivas de frutas, legumes ou crustáceos evocando erotismo devem proliferar a partir de meados de fevereiro. É quando se concretiza a primeira etapa dessa campanha de prevenção que acaba de ser lançada pela Divisão Federal de Saúde Pública (DFSP) e Ajuda Suíça contra AIDS.

Custo de € 1.7 mio

A campanha joga novamente com a ambivalência e a provocação, lembra Thomas Zeltner, diretor da DFSP, que realça a necessidade de lutar contra o aumento dos casos de contágio, registrado pela primeira vez na Suíça nos últimos dez anos.

No intuito de conseguir mais impacto, a Divisão de Saúde decidiu associar-se com a direção da Expo.02 (exposição nacional de maio a outubro). Os cartazes dessa campanha STOP AIDS estarão expostos na entrada da exposição "Le premier regard" (primeiro olhar) na "arteplage" (construções modernas a beira lago, para a ocasião), em Yverdon-les-Bains, oeste do país.

A campanha vai custar 2.5 milhões de francos (€ 1.7 milhões).

swissinfo com agências.


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×