Navigation

Aumento constante de trabalhadores transfronteiriços continuou em 2020

"Alfândega": uma passagem de fronteira em Genebra. Keystone / Salvatore Di Nolfi

O número de moradores transfronteiriços que trabalham na Suíça mais do que duplicou desde meados dos anos 90. A tendência continua, chegando a aumentar em mais de 4% entre 2019 e 2020.

Este conteúdo foi publicado em 24. junho 2021 - 10:26
swissinfo.ch/dos

No final de 2020, cerca de 343.000 trabalhadores transfronteiriços estavam empregados na Suíça, contra 329.000 em dezembro de 2019, disse o Departamento Federal de Estatística na quinta-feira (24).

Esse número corresponde a 6,7% da população ativa na Suíça.

Como antes, a maioria vive em países vizinhos: 55% na França, 23% na Itália, e 18% na Alemanha. Da mesma forma, eles trabalham principalmente nas regiões fronteiriças. Enquanto o cantão de Genebra tem o maior número de trabalhadores fronteiriços (90.000 ou um quarto da força de trabalho total), o Ticino tem a maior proporção (29% da força de trabalho).

A maioria dos trabalhadores fronteiriços é ativa no setor de serviços (67%, contra 77% da força de trabalho local), e estão super-representados na atividade industrial (33% contra 21%).

Crescimento a longo prazo

No relatório publicado na quinta-feira, o departamento de estatísticas também forneceu o contexto sobre o aumento constante de trabalhadores transfronteiriços na Suíça nas últimas décadas, observando que eles mais do que dobraram desde 1996, quando eram 140.000.

Desde 2004, segundo o departamento, este grupo tem aumentado em média 4,4% a cada ano.

Vários fatores impulsionaram isto, incluindo a introdução da liberdade de circulação com os países Schengen em 2002, assim como o crescimento econômico na Suíça nas últimas décadas.

A população suíça residente aumentou de cerca de 6,5 milhões em 1990 para 8,5 milhões atualmente.

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?