Motorista do Solartaxi continua rodando por energias renováveis

Uma década depois da volta ao mundo do veículo solar SOLARTAXI, a produção de energia fotovoltaica na Suíça aumentou em 60%. Mas o progresso é lento demais para o motorista, que quer espalhar um entusiasmo global pela tecnologia limpa.

Este conteúdo foi publicado em 18. dezembro 2018 - 16:30
swissinfo.ch
Ainda há muito trabalho pesado para fazer no campo da energia limpa Keystone

Em 18 de dezembro de 2008, o suíço Louis Palmer foi recebido como herói ao chegar em Lucerna dirigindo seu SolartaxiI - 18 meses, 38 países e 53.451 quilômetros depois de partir no carro azul e branco alimentado exclusivamente por energia solar.

O que mudou desde aquele dia?


Louis Palmer deu inúmeras palestras ao redor do mundo Keystone

“Por um lado, houve algumas grandes mudanças - como a crescente popularidade dos carros elétricos. Houve mais investimentos em renováveis e tecnologia limpa, e há mais consciência do aquecimento global do que nunca”, disse Palmer para swissinfo.ch. "Mas, ao mesmo tempo, há mais poluição do que nunca".

Apenas alguns dias depois que 190 nações concordaram com as regras para a implementação do Acordo de Paris, Palmer está insatisfeito com a ação climática.

"É ótimo que muitos países estiveram conversando na COP24, mas precisamos de ações mais imediatas. O que precisamos fazer é proibir cortar florestas, taxar carbono e viagens aéreas, fechar usinas a carvão. Na Suíça, estamos desativando a energia nuclear, mas em países como Alemanha, África do Sul e Austrália, por exemplo, as usinas movidas a carvão precisam ser fechadas”, insiste Palmer.

A produção de energia na Suíça pode ser dividida da seguinte forma: 59% de energia hidrelétrica; 33% nuclear; 5% de outras energias renováveis, incluindo solar; e 3% de combustíveis fósseis. A produção de eletricidade solar aumentou quase 60% entre 2008 e 2017.

Conteúdo externo


Em todo o mundo, a participação do consumo de energia renovável também está aumentando. Por exemplo, o uso de energia solar aumentou 26% entre 2008 e 2016, de acordo com um relatório do Our World in Data.

Conteúdo externo


De acordo com Palmer, as fontes não renováveis continuam populares devido à ganância. “Há algumas pessoas culpadas ganhando muito dinheiro. Eu gostaria que os governos e a indústria reprimissem e fizessem mais”.

Após sua turnê Solartaxi, Palmer iniciou um novo projeto, o WAVETROPHY. Uma “Expedição Mundial de Veículos Avançados”, é uma manifestação para promover os veículos elétricos. Mais recentemente, ele também estava por trás do cartão gigante posicionado na geleira Aletsch no mês passado.

E o que aconteceu com o veículo Solartaxi?

“Eu ainda dirijo nos fins de semana agradáveis!”, ri Palmer, dizendo que é a sua versão de carro esportivo chique.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo