Navigation

Idosos suíços temem perda de relacionamento com jovens após pandemia

Uma pesquisa realizada pela Pro Senectute mostra que quase dois terços dos participantes acima de 50 anos estão preocupados com a marginalização a longo prazo.

Este conteúdo foi publicado em 28. maio 2020 - 15:30
A pesquisa também revelou que a maioria dos idosos recebeu ajuda de familiares, vizinhos, amigos ou organizações durante mais de dois meses de confinamento da Covid-19 Keystone / Laurent Gillieron

A grande maioria das pessoas com mais de 65 anos recebeu apoio, principalmente da família, durante o confinamento da Covid-19, disse a organização que defende os direitos dos idosos na quinta-feira (28). No entanto, a preocupação de que as relações com os jovens se tornem mais frágeis após a crise foi particularmente forte entre as pessoas de 50-65 anos. 

"Temos que levar essa incerteza muito a sério", disse Alain Huber, diretor do Pro Senectute. "O modelo de sucesso que temos na Suíça é baseado na cooperação intergeracional e isso garante bem-estar e estabilidade". 

Entre os 1.200 participantes da pesquisa, três quartos dos mais de 75 anos disseram ter recebido ajuda em seu cotidiano durante a crise - extrapolada para toda a população, isto representa mais de 500.000 pessoas. Pouco mais da metade das pessoas entre 65 e 74 anos tinha recebido apoio. Família (67%), vizinhos (19%), amigos (12%) e organizações (6%) foram as principais fontes de ajuda. 

Mais de 70% dos entrevistados também acreditavam que a solidariedade intergeracional tinha melhorado a curto prazo durante o confinamento, quando as pessoas com mais de 65 anos em particular eram aconselhadas a ficar em casa.

 

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?