Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíça e Alemanha: 50 jogos de futebol em 100 anos

A seleção alemã que fez o primeiro de sua história contra a Suíça.

Os suíços e os alemães comemoram no ano da Eurocopa 2008 um século de amizade e rivalidade no futebol. Os helvéticos aplicaram uma goleada de 5 a 3 na seleção da Alemanha no dia em que esta foi fundada, em 5 de abril de 1908.

Há muitos anos, porém, a Suíça é freguesa do "grande irmão do Norte". Perdeu 36 dos 50 jogos disputados até hoje, o último deles em Basiléia, onde tudo começou.

A recente vitória alemã por 4 a 0 sobre a Suíça foi uma revanche para a derrota histórica de 100 anos atrás. Quatro mil expectadores assistiram ao primeiro jogo entre as duas equipes por ingressos que variaram entre 1 e 3 francos suíços.

"Os alemães perderam devido a falhas de sua retaguarda. O lateral-esquerdo Ernst Jordan (que marcou um gol contra) foi o ponto frágil da equipe visitante", analisou o cronista do jornal "Football-Suisse" na edição de 9 de abril de 1908.

No jogo de número 50, em 26 de março passado, os papéis estavam invertidos. A Suíça não teve qualquer chance. Ainda por cima, o empolgado meio-campista alemão Schweinsteiger deu um puxão de orelhas no suíço Behrami, levando um cartão amarelo.

Faltou a "Schweini" aquilo que a seleção alemã fez bem há 100 anos, apesar da derrota. Em vez de treinos táticos, o então comandante da equipe Hugo Kubaseck (ainda não existia técnico da seleção) deu uma "aula de boas maneiras" aos jogadores.

Estas e outras curiosidades daquele memorável jogo são reveladas pela Federação Alemã de Futebol na exposição itinerante "Os primeiros onze – 100 anos de jogos da seleção". A mostra inclui audiovisuais e um álbum com 21 fotografias inéditas.

Amizade e rivalidade

As relações futebolísticas entre os dois países sempre foram intensas. Trata-se de uma amizade especial, em que os helvéticos, apesar de no gramado atualmente lutarem como um Davi contra Golias, mantiveram-se fiéis aos alemães também em tempos difíceis.

Com o amistoso de 1908, eles "introduziram" a seleção alemã no palco do futebol mundial. Foi contra a Suíça que os alemães também disputaram seu primeiro jogo após a Primeira Guerra Mundial, em 27 de abril de 1920, sendo derrotados por 4 a1.

Futebol e política



Com esse jogo, pelo qual os suíços foram muito criticados, a Alemanha voltou a ser acolhida na comunidade esportiva internacional. "Os Suíços sempre nos estenderam a mão em momentos difíceis. Obrigado à Suíça", disse o presidente da Federação Alemã de Futebol, Theo Zwanziger, no último sábado (05/04).

Foi assim em 2 de novembro de 1950, quando a seleção alemã fez seu primeiro jogo após a Segunda Guerra Mundial. A Suíça ajudou a Alemanha que renascia das cinzas do conflito a sair do isolamento. Desta vez, os alemães ganharam por 1 a 0.

O "Milagre de Berna"

Quatro anos mais tarde veio o Campeonato Mundial de Futebol de 1954, de grande valor simbólico para a Alemanha. Na final no legendário estádio de Wankdorf, em Berna, os alemães triunfaram sobre a poderosa Hungria por 3 a 2 e voltaram a se reintegrar à comunidade internacional.

Em meio ao milagre econômico do pós-guerra, o chamado "Milagre de Berna", que mais tarde virou filme, foi considerado por alguns historiadores como um momento de renascimento da nação alemã.

E mais: o primeiro jogo da Alemanha reunificada, em 1990, também foi contra a Suíça. Os alemães ganharam por 4 a 0.

Parceiros desiguais



Há muito as relações entre Suíça e Alemanha no futebol ocorrem entre parceiros desiguais. A supremacia alemã em campo, com 36 vitórias em 50 jogos, é inegável. Também fora do gramado as diferenças são enormes.

Com 215 mil jogadores atuantes em 11.846 equipes de 1.140 clubes, a Associação Suíça de Futebol (ASF) é apenas a segunda maior associação esportiva do país, atrás da Federação Suíça de Ginástica, com 410 mil filiados.

Já a Federação Alemã de Futebol (DFB) é a maior daquele país, com aproximadamente 6,5 milhões de sócios reunidos em 25.869 clubes, nos quais existem 175.926 equipes.

Na temporada 2007/2008 da Bundesliga, sete jogadores suíços atuam em times alemães. E, depois da Eurocopa, o atual treinador do Bayern de Munique, o alemão Ottmar Hitzfeld, assume o comando da seleção suíça, um novo ponto culminante nas relações futebolísticas entre os dois países.

swissinfo, Geraldo Hoffmann

Dados importantes

A Suíça venceu apenas 6, empatou 8 e perdeu 36 dos 50 jogos disputados com a Alemanha.

A última vitória dos suíços ocorreu em 21 de novembro de 1956, por 3 a 1, em Frankfurt.

Segundo um ditado popular suíço, "o futebol é um jogo de onze contra onze e no fim ganha a Alemanha".

A exposição itinerante "Os primeiros onze - 100 anos de jogos da seleção" passa por Frankfurt, Colônia, Karlsruhe, Berlim, Kaiserslautern e Gelsenkirchen, na Alemanha.

Aqui termina o infobox


Links

×