Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Sufrágio universal Suíças ganharam direito de voto só em 1971

Homens e mulheres irão às urnas neste fim de semana na Suíça para votar quatro questões distintas. Mas faz apenas 45 anos, neste mês, que os homens votaram a favor do sufrágio feminino. (SRF/swissinfo.ch)

Apesar da tradição democrática da Suíça, o país foi um dos últimos na Europa a dar às mulheres o direito de votar.

Em 1868, um grupo de mulheres do cantão de Zurique exigiram pela primeira vez o sufrágio feminino. A iniciativa foi rejeitada em muitos cantões.

Para mudar alguma coisa na constituição, o sistema suíço de democracia direta exige um referendo nacional. Assim, as suíças tiveram que esperar até que os homens decidissem conceder-lhes o direito de voto.

A primeira votação federal sobre o assunto foi em 1959 e foi rejeitada por 67% dos eleitores. As mulheres tiveram que esperar até 7 de fevereiro de 1971, quando o sufrágio foi finalmente concedido no nível federal.

Os primeiros cantões a permitir que as mulheres votassem foram Vaud e Neuchâtel, em 1959. O retardatário Appenzell Inner-Rhodes foi o último cantão a ceder, em 1990.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.