Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suicídios custam caro à sociedade

Os suicídios e as tentativas de suicídio representam grandes perdas para o sistema público de saúde na Suíça.

(Keystone Archive)

A cada ano 30 mil pessoas tentam se suicidar na Suíça. Dessas, 1.350 chegam ao seu objetivo. Os custos desse problema social são avaliados em 1,8 bilhões de dólares.

Esses são alguns dos resultados do estudo, onde os realizadores solicitam do governo medidas de prevenção mais eficazes.

Os resultados da pesquisa foram apresentados em Berna pela Sociedade Suíça para a Convenção Européia dos Direitos Humanos (SGEMKO). Seu principal objetivo foi descobrir quanto os suicídios e as tentativas de suicídio custam para o bolso do contribuinte.

Segundo os autores, o ato desesperado daqueles que estão cansados de viver provoca despesas avaliadas em mais de 1,8 bilhões de dólares (2,5 bilhões de francos suíços), sendo que a maior parte (US$ 1,7 bilhões) é do sistema publico de saúde.

Em face à impressionante soma, que não inclui as perdas econômicas, a SGEMKO critica a pouca eficiência das atuais medidas de prevenção aplicadas pelo governo suíço.

“Nenhum país conseguiu resolver o mal do suicídio. Esse assunto sempre foi um tabu. Por isso, ao publicar os resultados do nosso estudo, esperamos provocar uma discussão sobre esse problema na sociedade”, explica Ludwig Minelli, secretário-geral do grupo suíço.

Para cada suicídio, dez tentativas

A amplitude do fenômeno é subestimada. Na resposta a um pedido de esclarecimento feito pelo deputado federal Andreas Gross, o governo federal suíço admitiu que por trás de cada suicídio, existem 10 pessoas que tentaram dar um fim à própria vida.

Esse número é apenas uma estimativa, baseada na experiência de psiquiatras, psicoterapeutas e médicos legais nos países industrializados. Porém, a realidade pode ser pior ainda.

Segundo um diretor no Instituto Nacional Americano de Saúde Mental, o número de tentativas de suicídio nesses mesmos países industrializados, seria cinqüenta vezes superior ao número de suicídios ocorridos.

“Ninguém parece se interessar pela vida das pessoas que já tentaram se suicidar”, constata Ludwig Minelli. “Porém, essas ações têm um enorme custo para a sociedade. E para obrigar o mundo político a reagir a essa tragédia, nós devemos ressaltar também as perdas em dinheiro”.

Cada tentativa custa 57 mil dólares

O estudo promovido pela SGEMKO tem esse objetivo. Segundo seus autores, os suicídios efetivos custariam a cada ano para a Suíça pouco mais de US$ 48 milhões, calculando as ações policiais, dos bombeiros e serviço médico. Essa quantia inclui também as despesas de manutenção de associações de assistência ao suicida como “Exit” ou “Dignitas” e ao apoio psicológico dados às suas famílias.

A conta final seria de 34 mil dólares para cada suicida.

Continuando essa contabilidade macabra, a SGEMKO calculou também quais seriam os custos de cada tentativa de suicídio: 57 mil dólares, levando em conta o tratamento médico e psicológico.

swissinfo e agências


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×