Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Universidades priorizam pesquisa

As universidades suíças gastaram mais tempo e dinheiro em pesquisa do que no ensino. E o que revelam estatísticas federais válidas para 1998.

Na Suíça - país menor que o Estado do Rio de Janeiro - as 7 universidades e as 2 Escolas Politécnicas Federais gastaram, em 1998, 3,9 bilhões de francos, cerca de US$ 2,7 bilhões. Dessa soma, 1,8 foi consagrado ao financiamento da persquisa e desenvolvimento, o que representa mais de 46 por cento do total. O ensino custou cerca de 1,4 e os 700 mil restantes foram atribuídos a outros setores.

Sempre segundo a Divisão Federal de Estatísticas, a proporção do tempo de trabalho dedicado à pesquisa foi de 48,6 por cento, contra 34,7 ao ensino e 16,5 a outras atividades. Em outros termos, a pesquisa absorveu 12.500 pessoas, o ensino 8.900 e outras atividades 4.200 .

Entrando em detalhes, o estudo mostra que a situação varia de um estabelecimento a outro. Na Universidade da Suíça de expressão italiana, por exemplo, 60 por cento do pessoal se consagra ao ensino. Na universidade de Berna, a cifra não passa de 30 por cento.

swissinfoo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.