Navigation

USA poderão agir sem aval da ONU

Colin Powell, ministro do Exterior dos EUA, discursou no domingo em Davos, Suíça. Keystone

No discurso do ministro do Exterior dos Estados Unidos Colin Powel, governo americano pede pressa na solução da crise no Iraque.

Este conteúdo foi publicado em 26. janeiro 2003 - 14:16

"Nós não podemos deixar, que a atual situação no Iraque se escale", afirmou Power na reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos.

Saddam Hussein, chefe de governo no Iraque, continua representando um perigo para a segurança e a paz no mundo", esclareceu Powell no seu discurso apresentado no domingo, no Fórum Econômico Mundial (WEF) em Davos. Powell afirmou que o Iraque não passou no teste ao entregar o relatório de armamentos às Nações Unidas em dezembro. O objetivo do Iraque na entrega do relatório de 12 mil páginas foi, nas palavras do ministro americano, "de esconder a verdade do mundo".

Ação militar unilateral

Caso o Conselho de Segurança das ONU não tome a decisão de desarmar o Iraque à força, "os Estados Unidos guardam para si o direito de uma ação militar unilateral", ressaltou Powell em Davos. "Multilateralismo não pode ser usado como uma desculpa para a falta de atuação".

Porém Colin Powell assegurou que uma guerra no Iraque não está por vir. "Nós iremos, com nossos amigos e aliados, trabalhar esse tema com paciência e cuidado. Ao mesmo tempo, os EUA não receiam uma guerra, caso essa seja a única possibilidade de tirar as massas de extermínio em massa de Saddam Hussein". Powel afirmou ainda que o presidente do Iraque tem ligações claras com o grupo terrorista al-Kaida. "A história irá condenar aqueles que viram o perigo chegar, mas não tomaram nenhuma providência".

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?