Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Vários alpinistas são mortos por raios

Durante uma grande tempestada, raios caem na região do lago de Lachen, no cantâo de Schwyz, na última segunda-feira.

(Keystone)

Forte tempestade atinge a Suíça na última segunda-feira.

Raios matam três e ferem dez alpinistas. No Cervino, uma pessoa está desaparecida. Dois alpinistas morreram também depois de queda nas montanhas.

A calma pacífica nos Alpes suíços, cartão postal do país através das suas imponentes montanhas cobertas de neve, pode ser muito enganadora.

Sobretudo nos dias de tempestades, como ocorreu na última segunda-feira, a vida de um montanhista pode estar em grande risco.

Os jornais publicaram uma lista dos incidentes de apenas um dia. Neles, a natureza mostra seu lado mais violento.

Raios por todos os lados

Um grupo de cinco montanhistas, que passeavam pela tarde em Eifischtal, um vale próximo a Grimentz no cantão do Valais, foi atingido por um raio. Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridos.

No Liskamm, um raio atingiu um grupo de três alpinistas. Duas pessoas morreram e uma ficou ferida. Na mesma montanha um turista desapareceu, logo depois de ter sido atingida também por um raio.

No Mönchsjoch ocorreu o mesmo fenômeno: seis alpinistas foram atingidas por raios. Cinco deles foram feridos e tiveram de ser transportados para o hospital em Interlaken.

Balanço triste nas montanhas suíças

Porém não são apenas raios o maior perigo para montanhistas. A mudança de tempo nas alturas é rápida e costuma pegar muita gente desprevenida.

No Fonsteraarhorn, uma alpinista suíça de 24 anos morreu ao cair de uma altura de 200 metros. No vale Engelberger, um montanhista de 73 anos foi surpreendido pela chuva, escorreu numa pedra e caiu num precipício.

Segundo uma agências de notícias, desde o início do ano 41 turistas morreram nas montanhas da Suíça e de Liechtenstein.

Raios causam grandes prejuízos

Na região de La Berra, no cantão de Friburgo, um raio caiu e atravessou pela chaminé de um chalé de montanha. Não houve feridos, mas da casa só sobraram as cinzas.

Em Wangen, no cantão de Zurique, um raio atingiu o teto de uma casa. Ninguém foi ferido, porém o fogo, causou um prejuízo de um milhão de francos suíços.

Em Oberfrittenbach, localidade próximo a Langnau, um raio atingiu uma fazenda. Cinco cabras e um cachorro morreram.

Em Avagno, no cantão de Tessin, a queda de um raio provocou um incêndio numa floresta.

Em Nods, no cantão de Berna, um raio destruiu uma fazenda. Ninguém se feriu.

Na Basiléia, a queda de um raio derrubou um poste de eletrificação sobre uma linha ferroviária.

Com tantos raios, os suíços começam a rezar para São Pedro.

swissinfo, Alexander Thoele

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×