Perspectivas suíças em 10 idiomas

Suíça revela tráfico de armas para Kosovo

Armas para Kossovo foram negociadas da Suíça - arquivo Keystone

O Ministério Público da Suíça revelou na 3a-feira, 29/8, tráfico de armas destinadas ao Exército de Libertação de Kosovo - UCK. Estão implicados kosovares, suíços e 1 francês. Armas anti-tanques foram compradas no Leste Europeu e enviadas à Albânia.

Segundo o Ministério Público, um empresário francês e um kosovar já foram detidos e presos em julho, quando se descobriu o tráfico.

No início do ano passado, albaneses residentes na Suíça haviam encarregado o empresário de comprar armas para o UCK. Confiaram a ele e a seu sócio, um cidadão suíço, soma de 4,5 milhões de francos. Os dois compraram em país do Leste Europeu não especificado, armas anti-tanques e munições por 1 milhão de francos, aproximadamente.

O destinatário oficial era um país africano, mas em julho o material era desembarcado na Albânia.

A lei suíça pune severamente o tráfico de armas. Transgressão grave da lei sobre material bélico pode dar até 10 anos de cadeia e multa de até 5 milhões de francos, quase 3 milhões de dólares.

A polícia judiciária terminou investigação do caso que foi confiado a autoridades competentes de Genebra para instrução complementar e julgamento.

swissinfo com agências.

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR