Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Nicab


Deputados querem proibir véu islâmico na Suíça


Por swissinfo, com agências


 Outra língua: 1  Línguas: 1

A Câmara dos deputados da Suíça aprovou por 88 votos a 87 e 10 abstenções uma iniciativa parlamentar que pede a proibição do véu integral (nicab) em todo o território nacional. Agora, a iniciativa vai para o Senado.

Na suíça, muito poucas pessoas cobrem o rosto. No turismo estrangeiro no país, sobretudo, é que se vê o véu islâmico em lugares públicos. (Keystone)

Na suíça, muito poucas pessoas cobrem o rosto. No turismo estrangeiro no país, sobretudo, é que se vê o véu islâmico em lugares públicos.

(Keystone)

Walter Wobmann, deputado federal pelo Partido do Povo Suíço (SVP, na sigla em alemão, maior partido da Suíça), é o autor da iniciativa parlamentar que pede a proibição do véu islâmico em todo o território suíço.

O documento é uma cópia da iniciativa popular aprovada no cantão do Ticino (sul), onde entrou em vigor em julho uma lei que proíbe o véu islâmico em lugares públicos.

Depois da decisão da Câmara, cabe ao Senado pronunciar-se sobre esta iniciativa parlamentar. “Em nossa cultura as pessoas devem mostrar o rosto”, disse Wobmann na tribuna da Câmara.

Entretanto, o comitê Egerkinger, próximo do SVP, iniciou a coleta de assinaturas para a iniciativa popular ‘Sim” à proibição de cobrir o rosto’, lançada em 15 de março passado. Para submetê-la à votação popular é preciso reunir 100.000 assinaturas até setembro de 2017.

Os partidários dessa iniciativa argumentam que “cobrir o rosto em lugares públicos, de maneira voluntária ou não, vai contra o princípio da convivência em uma sociedade livre".


×