Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Preconceito Nomes estrangeiros atrapalham a chance de conseguir um apartamento

Um estudo encomendado pelo Departamento Federal de Habitação revelou que alguns nomes que soam estrangeiro - especialmente kosovares ou turcos - são menos aceitos na hora de alugar um apartamento.

apartment viewing in zurich

Visita de um apartamento para alugar em Zurique

(Keystone / Mirjam Wanner)

Como a oferta de imóveis para alugar na Suíça – a preços abordáveis – é muito escassa, as imobiliárias costumam apresentar um formulário de candidatura com várias exigências.

Um estudo realizado pelas Universidades de Genebra, Neuchâtel e Lausanne em nome do Departamento Federal de Habitação descobriu que o nome preenchido no formulário de candidatura para alugar um imóvel desempenha um grande papel já na hora de visitar o imóvel.

Entre março e outubro de 2018, os pesquisadores enviaram cerca de 11.000 inscrições para ofertas de aluguel na Suíça, algumas delas com nomes tradicionais suíços, outras com nomes estrangeiros da Alemanha, França, Itália, Kosovo e Turquia.

Em geral, "as pessoas com um nome kosovar ou turco têm uma chance claramente menor de serem convidadas para uma visita", disseram os autores - citados no jornal BlickLink externo.

A desvantagem, ou discriminação, é particularmente óbvia quando se trata de candidaturas para visitar apartamentos mais baratos alugados por um particular: no extremo inferior da escala de preços (entre 500 e 1000 francos suíços), a diferença na taxa de aceitação de nomes kosovares/turcos, em comparação com os suíços, franceses, alemães ou italianos é de até 10 pontos percentuais.

Há também uma correlação direta entre a distância do apartamento de um centro urbano e as chances de conseguir uma visita; quanto mais longe de uma cidade, menos chance têm nomes como "Arben Gashi" ou "Yusuf Yilmaz".

Pierre, Valentina e Hans têm mais chances

Curiosamente, a diferença diminui à medida que os preços dos apartamentos ficam mais altos, e no topo da escala (preços acima de 3.500 francos), os nomes estrangeiros eram mais propensos a serem convidados para uma visita do que os nomes suíços. De acordo com o Blick, isso reflete o fato de que há um "excesso de oferta" de tais apartamentos caros na Suíça; os proprietários estão dispostos a alugar para quem for possível.

Quanto aos nomes franceses, alemães e italianos, era mais provável que os nomes suíços e kosovares/turcos recebessem uma resposta positiva em todos os níveis.

E enquanto a plataforma humanrights.ch criticava a discriminação implícita nos resultados, o Departamento Federal de Habitação não vê motivo para uma ação imediata, especialmente porque a situação na Suíça não é diferente da de países "comparáveis".

"Estudos como esses podem levar a uma melhor conscientização sobre esses problemas", disse o diretor do departamento, Ernst Hauri. No entanto, "medidas específicas não são, a nosso ver, necessárias".


Série: "Como os suíços vivem" Casas, chalés, cooperativas ou espigões: descubra como moram os suíços

De uma casa a uma cooperativa habitacional moderna, passando por uma cabana exótica sobre rodas. Em uma série de artigos, os suíços abrem as ...


swissinfo.ch/fh

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.