Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Um realismo dramático Caspar Wolf, o primeiro pintor dos Alpes

O pintor suíço Caspar Wolf (1735-1783) é considerado um pioneiro da pintura de paisagens alpinas. Após se mudar para Berna, Wolf foi convidado pelo editor Abraham Wagner a ilustrar um guia de viagens enciclopédico através dos Alpes suíços.

As pinturas de Caspar Wolf não idealizam uma vida bucólica nas montanhas, elas refletem a dureza e a frieza da realidade alpina.

Wolf, que nasceu no cantão de Argóvia e morreu na cidade alemã de Heidelberg, tinha um estilo naturalista e acabou desenvolvendo uma maneira independente para retratar as cadeias de montanhas, as geleiras, cachoeiras, cavernas, pontes, córregos, lagos e chapadas da região. Suas imagens propiciam uma percepção dramática e sensorial das montanhas.

Albrecht von Haller, um anatomista suíço que em 1729 escreveu o poema épico "Os Alpes", era um admirador dessa nova maneira de olhar a paisagem de forma hostil e inospitaleira. Ele observou que "na linda vista wolffiana, vê-se a água de um córrego dissolvendo-se na névoa".

A exposição, "Caspar Wolf e a conquista estética da natureza", mostra como suas pinturas tiveram uma influência duradoura sobre a comunicação visual dos Alpes, no final do século XVIII. 126 obras de Wolf e de seus contemporâneos podem ser apreciadas até 1° de fevereiro no Museu de Belas Artes de Basileia.

(Imagens: Kunstmuseum Basel / ProLitteris / Texto: Igor Petrov swissinfo.ch)

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.