Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

A integração passa pelo futebol

Clube português em Zurique tem 80 jogadores.

Entre os 182 mil portugueses na Suíça não são poucos os que fazem de sua paixão pelo futebol um trampolim para se integrar ao país.

Há muitas equipas de portugueses que disputam os diferentes campeonatos do futebol amador. Os melhores jogadores acabam sendo cobiçados pelos clubes profissionais.

Um celeiro de talentos e, ao mesmo tempo, uma escola de integração através do futebol, é o Sporting Clube de Zurique, com mais de 80 atletas em equipas dos diversos escalões etários e que tem a formação como prioridade.

Fundado no dia 10 de Agosto de 1991, na cidade de Zurique, o Sporting Clube de Zurique foi já passou por diversas fases menos boas e também por diversas direcções.

Desde que foi fundado, esteve sempre ligado ao desporto, mais propriamente ao futebol, e já obteve resultados de relevo. A equipa principal participa do campeonato da 3ª Liga de futebol do cantão de Zurique e espera se recuperar do antepenúltimo lugar, que ocupa actualmente, para ver se consegue a manutenção.

Umas das razões da instabilidade desportiva é a constante rotatividade de jogadores que passam para outras Ligas superiores, ou os jogadores são aliciados a jogar em outras equipas. Em toda a Suiça quase que se pode dizer que não há nenhuma equipa de futebol, incluindo as helvéticas, que não tenha um jogador lusitano nas suas fileiras.

Actividade não se restringe ao futebol



O Sporting Clube de Zurique, como a maior parte de todos os clubes que se encontram na mesma situação, é formado por amadores e os jogadores dão o seu melhor em prol do gosto que têm pela bola indígena. No entanto, o fato de serem amadores não significa que o clube não tenha avultadas despesas na manutenção de todas as equipas que tem actualmente em actividade. O suporte principal para a sobrevivência é a colectividade ter um serviço de restauração.

O clube tem um excelente serviço de cozinha, sendo um dos pontos de referência para quem deseje comer faustosamente e com elevada qualidade no serviço. À parte do serviço de restauração, tem também um serviço de bar e de recreação.

O presidente João Costa tem sabido nos últimos tempos levar a bom porto os objectivos do clube. Não só a nível desportivo, como a nível cultural, dado que a colectividade do Sporting já foi palco de exposições de arte e de sessões informativas para a comunidade em geral.

Os números falam por si: 80 atletas a praticarem desporto com a camisola do Sporting Clube de Zurique. Os resultados muitas vezes não interessam. O que interessa é a dinâmica de uma colectividade que respeita os pergaminhos lusitanos em terras helvéticas, participando de um campeonato de futebol no país de acolhimento, facilitando a integração dos seus jogadores.

De olho na Eurocopa



O Sporting treina duas vezes por semana nos campos desportivos de Buchlern. A formação é de facto um dos motivos de orgulho desta colectividade que tem como uma das referências para os seus jovens o próximo Campeonato Europeu de Futebol, com a presença da equipa lusitana em terras helvéticas.

Segundo treinador principal Inácio Jorge, natural de Évora e com carteira de treinador da UEFA, o clube procura dar uma ocupação aos jovens, "não só dar uma ocupação gratuita, mas sim criar estruturas dentro do próprio clube para que eles possam usufruir da sua formação pessoal e desportiva".

O director do Departamento de futebol juvenil, José Medinas, mostra-se confiante no futuro do trabalho do clube. "Os próprios miúdos estão inseridos e gostam de falar uns com outros e acabam mesmo por virem todos aos treinos. Temos tendência para melhorar e ser uma referência no dia de amanhã."

Segundo o treinador dos Juniores A, Rui Alexandre, o SCZ, além de fomentar a integração de jovens portugueses na Suíça, é um celeiro de talentos. "Temos bons valores que podem sonhar com vôos mais altos, basta eles só querer. Na minha opinião, o Euro 2008 pode ser um motivo de alento para todos estes jovens."

Para João Costa, presidente do clube desde o ano 2004, "é um motivo de grande orgulho termos tantos atletas em actividade na nossa colectividade e esperamos um dia termos ainda muitos mais".

Ele reclama apenas da falta de apoio oficial a esse tipo de actividade e também espera novos impulsos a partir da Eurocopa na Suíça e na Áustria. "Esperamos com a participação de Portugal no Euro uma motivação extra para todos nós", diz.

swissinfo, Adelino Sá (editor da Gazeta Lusófona)

Dados importantes

Os portugueses começaram a chegar no início dos anos de 1980 à Suíça francesa e nos anos de 1990 à Suíça alemã.

Com 182.234 pessoas, os portugueses constituem o 4° grupo de estrangeiros na Suíça, depois dos italianos (289.589, 18,4%), dos alemães (201.889, 12,9%) e dos sérvios (187.365, 11,6%).

Fonte: Divisão Federal de Estatística, dados de 2007

Aqui termina o infobox

×