Navigation

Português e brasileiros brilham - novamente! - no Prix de Lausanne

Jurado avalia candidata australiana durante o Prix de Lausanne Keystone / Laurent Gillieron

Os resultados do 49º Concurso Internacional de Ballet, o prestigioso Prix de Lausanne, foram anunciados no sábado. Cinco dos 6 prêmios foram conquistados por homens, assim como os 3 primeiros prêmios. O grande vencedor foi o português Antonio Casalinho, de 17 anos, e os brasileiros levaram três prêmios. 

Este conteúdo foi publicado em 08. fevereiro 2021 - 16:42

Por conta da pandemia de coronavírus, o Prix de Lausanne este ano foi realizado on-line pela primeira vez. De 399 candidatos de 43 países, 78 passaram na triagem preliminar e os 20 primeiros foram selecionados para apresentações finais que ocorreram entre os dias 1° e 5 de fevereiro. O júri analisou novamente os vídeos dos 20 finalistas em 6 de fevereiro para selecionar os vencedores, e anunciou os resultados on-line. O júri também considerou as performances dos vídeos que os participantes haviam gravado com antecedência.

Segundo Kathryn Bradney, diretora artística do Prix de Lausanne, o primeiro colocado, Antonio Casalinho, membro do Instituto Internacional de Ballet e Dança de Annalena Sanchez, apresentou uma performance "extraordinária e única, mostrando-se um bailarino impecável".

O grade vencedor Antonio Casalinho, de Portugal, dançando "Diana e Actaeon". ©Nikita Alba

O segundo lugar, Luca Abdel-Nour, de 17 anos, também foi muito elogiado por sua "delicada ação e precisão". Abdel-Nour foi o primeiro egípcio a competir no Prix de Lausanne. Atualmente, ele cursa a Academia de Dança de Zurique.

Luca Abdel-Nour interpretando "Solo para Diego" ©Prix de Lausanne

O brasileiro Andrey Jesus Maciano, 16 anos, que ficou em terceiro lugar, "provou ser um jovem talento com potencial para se tornar um grande bailarino em um futuro próximo", disse Bradney.

Uma cena de "Urge" interpretada pelo brasileiro Andrey Jesus Maciano, em uma variação contemporânea. ©Cida Ladaga

Em termos de nacionalidade, o maior número de premiados são do Brasil, com quatro concorrentes avançando para a final.

Os premiados

1º Antonio CASALINHO (17) Portugal

2º Luca ABDEL-NOUR (17) Egito

3º Andrey Jesus MACIANO (16) Brasil

4ª Seojeong YUN (17) Coréia

5º FUCHIYAMA Shunpei (18) Japão

6º Ashley COUPAL (18) Canadá

Prêmio de Melhor Jovem Talento: Andrey Jesus MACIANO (Brasil)

Prêmio Contemporâneo: Antonio CASALINHO (Portugal), Rui Cesar CRUZ (Brasil)

Prêmio de Melhor Bailarina(o) na Suíça: Luca ABDEL-NOUR (Egito)

Prêmio do Público na Web: Luca ABDEL-NOUR (Egito)

End of insertion


Prix de Lausanne

O Prix de LausanneLink externo é realizado anualmente desde 1973 na capital do cantão de Vaud, no oeste da Suíça, para apoiar jovens e promissores bailarinos no início de suas carreiras profissionais. É uma das mais disputadas competições internacionais do mundo para jovens dançarinos de 15 a 18 anos, e diz-se que é a porta de entrada para o sucesso dos jovens dançarinos. Os bailarinos que estão atualmente sob contrato profissional ou que estiveram sob contrato profissional no passado não são elegíveis a participar. Os vencedores recebem uma bolsa de estudos para estudar durante um ano em uma escola de balé ou companhia de balé de sua escolha.

End of insertion

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.