Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Biscoitos suíços comemoram 100 anos com muito orgulho

Uma das delícias Kambly: biscoitos de chocolate

Uma das delícias Kambly: biscoitos de chocolate

(Keystone)

É impressionante como alguém pode se animar com um biscoito suíço, mas quem visita o vilarejo de Trubschachen, no Emmental, descobre logo o porquê.

Ao lado da linha de ferro, um fluxo constante de pessoas sai da loja da fábrica Kambly com sacos de plástico cheios de biscoitos do líder da especialidade Suíça. A marca é um nome familiar e os biscoitos são vendidos no mundo inteiro.

Seria justo dizer que a marca Kambly é para os biscoitos o que Lindt é para o chocolate suíço: a prova de que os suíços estão acostumados com a palavra "premium".

Tudo começou há 100 anos atrás com um romance e continua com a terceira geração de Oscares.

"Meu avô Oscar fundou a empresa Kambly em 1910. Ele saía com uma garota de Trubschachen durante sua formação na parte francófona da Suíça. Eles se apaixonaram e ele decidiu vir para cá", conta à swissinfo.ch o atual presidente da fábrica, Oscar Kambly, o terceiro do nome.

"Ele se instalou aqui como um padeiro e começou assando “Bretzeli” - uma receita da família - para seus amigos e o pessoal do vilarejo. Foi um sucesso tão grande na região que ele decidiu começar um negócio".

Bretzeli

O “Bretzeli” do Emmental - biscoito waffle fino - ainda é o forte da empresa, mas ao longo do tempo Kambly introduziu uma vasta gama de especialidades para seduzir seus clientes.

Kambly pai, Oscar Filho, teve a idéia de unir a arte dos “chocolatiers” com a produção industrial de biscoitos. Esta síntese criou uma nova geração de produtos, diz Oscar Neto: "Kambly é um estilo de vida, é como um vinho vintage, uma peça de arte, pura indulgência".

Os ingredientes usados na fábrica são provenientes, sempre que possível, da região. As vacas do Emmental desempenham um papel importante na história dos biscoitos.

Para Kambly ,"o leite do vale do Emmental está na origem de produtos de extrema qualidade. O rebanho leiteiro pasta o tempo todo ao ar livre, na natureza, e está em harmonia com ela. Seu produto é uma expressão dessa qualidade de vida", disse.

No meio do nada?

Quando questionado se Trubschachen não se encontra um pouco no meio do nada, Kambly sorri, descrevendo em detalhes a paisagem de cartão postal: "É uma região agrícola maravilhosa, com ar puro, água cristalina, florestas e campos encantadores e está a apenas 40 minutos da auto-estrada mais próxima, bem no meio da Suíça".

A marca goza de um reconhecimento de 97% na Suíça e é exportada para mais de 50 países. O faturamento aumentou cinco vezes desde que Oscar Neto assumiu as rédeas da empresa em 1981.

Ele explica como a empresa se tornou tão bem conhecida, seguindo os passos dados pelo avô pioneiro - "qualidade sem compromisso".

Oscar Neto também sorri quando perguntado sobre a concorrência, na maioria produtos mais baratos que são feitos em países da União Europeia.

"A competição é uma coisa maravilhosa. É estimulante ... Nós certamente não tememos a concorrência barata porque isso é um outro jogo."

Na linha do sucesso

A empresa está comemorando seu 100º aniversário com muito orgulho. Por exemplo, no início do ano uma especialidade do Emmental de 100 metros de comprimento, um pão trançado, foi feito e dividido em 420 partes, uma para cada um dos funcionários da empresa.

Kambly Neto só tem elogios para o pessoal de sua equipe, alguns deles provenientes de famílias que têm trabalhado para a empresa há três gerações - um pouco como a família Kambly.

"Nossa equipe é como uma grande família, uma equipe vencedora onde você dá o seu melhor. E quanto mais você dá, mais você recebe em retorno."

A empresa também financia um trem Kambly inconfundível que vai para Berna e Lucerna, uma maneira inteligente de atrair turistas para Trubschachen.

"O sistema ferroviário suíço também representa o “Swissness” (a imagem da marca “Suíça”). Ele é muito confiável, é preciso, é limpo, as pessoas se encontram e compartilham a mesma rota - que símbolo maravilhoso".

Em eventos especiais, o controlador do trem oferece biscoitos embalados individualmente para cada passageiro.

Paixão sem fim

Kambly Neto está confiante que sua empresa vai continuar prosperando no futuro, apesar do fato de não haver um quarto Oscar para assumir a empresa.

"Estamos muito felizes que o destino nos deu uma filha. Não há Oscar “Bisneto”, mas estamos muito confiantes em continuar como uma empresa familiar ... e estamos ansiosos para os próximos 100 anos.

De vez em quando vem alguém querendo comprar a empresa, diz Kambly. "Eu continuo dizendo a eles: fiquem com seus dólares, eu fico com minha paixão".

Dados da Kambly

A empresa tem um faturamento anual de mais de 160 milhões de dólares, metade dos quais é gerado no exterior.

Possui fábricas em Trubschachen e Lyss, no cantão de Berna.

Ganhou vários prêmios: melhor marca suíça (2003), gerenciamento de empresa de sucesso (2006), entidade empregadora com o desenvolvimento mais sustentável (2008) e inovação (2009).

A fábrica em Truschachen oferece “A Experiência Kambly”, percurso que leva as pessoas através da história da empresa com efeitos de luz e som até a "janela do futuro".

Os visitantes também podem descobrir os segredos da arte de fazer bem biscoitos, bem como as matérias-primas utilizadas e a sua proveniência. Marcando hora, eles podem até mesmo fazer suas próprias bolachas.

Aqui termina o infobox

A Arte em Trubschachen

O vilarejo tem uma população de cerca de 1.500 moradores. A cada quatro anos uma exposição de arte atrai multidões à localidade. A última, em 2009, atraiu mais de 25.000 visitantes em pouco mais de três semanas.

A próxima exposição será realizada nos meses de junho e julho de 2013 e contará com obras de Giovanni Segantini, Amiet Cuno e Augusto Giacometti.

Um total de 380 voluntários ajudam a executar o programa.

"A arte é uma expressão maravilhosa de busca da excelência", diz Oscar Kambly Neto.

Aqui termina o infobox


(Adaptação: Fernando Hirschy), swissinfo.ch


Links

×