Navigation

"Não posso sair de férias no meu próprio país"

Muitos suíços do estrangeiro não conseguem mais visitar sua terra natal durante as férias. O motivo: os preços altos e a valorização do franco. É o que revela os comentários recebidos como resultado de um artigo sobre a crise do turismo na Suíça publicado por swissinfo.ch.

Este conteúdo foi publicado em 22. junho 2017 - 15:45
Apesar de belas paisagens e excelente reputação, os turistas estão evitando a Suíça como destino. Jungfrau Region, swiss-image.ch

Um artigo sobre as razões para a crise do turismo na Suíça desencadeou uma onda de comentários no Facebook. Os preços exorbitantes são a principal razão dada pelos turistas que estão dando as costas para a bela Helvécia. Até os suíços do estrangeiro queixam-se de não conseguirem mais colocar os pés em sua terra natal.

J.H.: "Como suíça do estrangeiro, eu nunca poderia pagar umas férias no meu país se eu não tivesse o meu pai lá. Quando ele se for, eu acho que os outros membros da família não poderão nos ajudar financeiramente. Acho que é muito lamentável, porque perco cada vez mais a ligação com a Suíça, e, claro, os meus filhos também."

H.U.: "A Suíça é muito cara. Isso me deixa louco quando vejo os preços. Não posso mais me oferecer umas férias na Suíça, que é, no entanto, o meu país."

Suíça no coração - e no apartamento. zVg

M.B.: "Apesar de emigrantes suíços, quase não vamos mais à Suíça. É simplesmente muito caro quando se compara o nível de preços com a França, Alemanha, Itália, Espanha, Irlanda, Grécia, Eslováquia, Romênia, Portugal, Malta..."

H.P.: "Quando criança (em 1963), eu sempre ia para a Suíça. Ainda é o meu destino de sonho. Infelizmente, eu não posso mais me permitir tirar férias na Suíça - em comparação com o euro, o franco está muito forte. Eu moro em Colônia, mas mantenho uma parte da Suíça em meu coração."

Por que não se vem mais

R.W.: "É definitivamente muito caro. Nos anos 70 e 80, um franco suíço valia cerca de um marco alemão, o que corresponde a 50 centavos de euro. Hoje, um franco suíço vale o dobro."

T.K.: "A natureza é linda, estradas bem conservadas, tudo é alcançável rapidamente. Para o cidadão comum, no entanto, é muito caro."

T.L.: "Será que vocês estão tão isolados em seu país sublime que nem notam que a vida é cara para um pobre francês. Seus vizinhos austríacos marcam pontos."

U.i.B.: "Aqui, uma cerveja custa entre 0,50 e 1 dólar e cervejarias ainda são milionárias..."

W.D.: "Esta é a linha de frente de uma questão de custo para os turistas que visitam a Suíça. Chegamos a um ponto em que nós simplesmente não podemos se dar ao luxo de vir aqui."

P.J.: "Se você tem que trabalhar quatro horas na Alemanha para o equivalente a uma hora de trabalho na Suíça, então não vou tirar férias na Suíça."

E.F.B.: "Infelizmente é caro demais para o cidadão europeu médio!"

M.M.: "A Suíça é linda, mas muito cara. Uma pizza Margherita custa 20 francos, é quase 19 euros, contra 3,5 a € 4 na Itália ou na Alemanha..."

A felicidade está em outro lugar...

R.d.R.: "A Grécia e a Espanha são mais baratas. Os alemães vão por 30 euros e uma hora de voo para Formentera".

J.V.: "Três dias em Zurique e Lucerna custam tanto quanto uma semana nas Maldivas."

M.M.: "Um café em uma área de descanso da estrada custa seis francos. E também temos que pagar para o banheiro. A Suíça é muito bonita, mas inacessível."

W.a.d.P.: "Até os suíços vão para a Áustria para esquiar..."

Não é só os preços excessivos que são criticados, mas também a falta de qualidade, falta de imaginação culinária e a relação qualidade-preço.

M.S.: "Além do preço, há também um problema de qualidade. No sul do Tirol, a gente mergulha na tradição e nos sabores das montanhas, na Suíça no leite em pó, polenta instantânea, rosti pré-cozido, cerveja industrial e caldo pronto."

S.C.B.: "Eu não vou, porque a Suíça é cara e o serviço deixa muito a desejar em termos de gentileza e simpatia."

D.G.: "A arquitetura é catastrófica para o que é após 1950. A gastronomia carece de imaginação e as atrações culturais não são lá essas coisas. É difícil convencer meus amigos do exterior. Nossos vizinhos se saem melhor."


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.