Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Transações digitais Como o blockchain pode afetar em breve a vida cotidiana

Seria 2017 o ano do blockchain, quando o sistema de transações digitais se liberta dos “geeks”, entusiastas da moeda digital e acadêmicos para causar impacto em famílias comuns?

paciente segurando celular

Você controla seus próprios dados de saúde?

(AFP)

O blockchain (protocolo de confiança) é um banco eletrônico em grande escala, subtraído do banco físico e de outros intermediários que cobram taxas para fazerem pagamentos. É um quadro de resultados (scorecard) digital de pagamentos, contratos, propriedade, registros de saúde – de fato, qualquer dado de valor econômico. Promete colocar indivíduos no controle de suas próprias informações pessoais, mantendo-os a salvo de exploração ou fraude.

Aqui estão cinco empresas suíças que desenvolvem serviços de blockchain que poderão ter um impacto em nossas vidas diárias dentro em breve.

Registros de saúde

Todo mundo tem registros médicos e muitas pessoas estão adicionando informações de saúde personalizadas através de wearables (tecnologias vestíveis) e aplicativos que medem tudo, desde a sua frequência cardíaca, os níveis de açúcar no sangue até quantos passos você dá a cada dia. Mas como fazer essa montanha de dados trabalhar para você ao invés das empresas que ganham dinheiro ao distribuir isso para os anunciantes e a indústria da saúde?

A HealthbankLink externo – “primeira plataforma de armazenamento de dados médicos de propriedade do cidadão no mundo” – diz ter a resposta. Esta cooperativa permite que as pessoas armazenem seus dados em uma zona segura que apenas elas conseguem acessar. Os usuários podem posteriormente optar por ganhar dinheiro com os seus dados conectando-se através da plataforma com projetos de pesquisa médica, serviços de prescrição on-line e outros empreendimentos comerciais.

Reto Schegg, CEO da Healthbank, vê um grande potencial para a implementação do serviço em blockchain, embora ainda esteja sendo executado em uma plataforma centralizada. Ele está particularmente entusiasmado com a adequação do blockchain para contratos digitais inteligentes, quando os usuários desejam, por exemplo, contratar um seguro de saúde. Schegg acredita que seria também concebível ver uma nova moeda digital voltada especificamente para o mercado da saúde no futuro.

Portanto, a Healthbank está explorando ativamente opções para tirar proveito do blockchain – um sistema feito sob medida para esses avanços tecnológicos.

Contratos legais

De acordo com Antoine Verdon, muitas empresas e indivíduos estão desperdiçando dinheiro solicitando a advogados caros que elaborem documentos legais simples. Ele é o co-fundador da plataforma LegalHubLink externo, que oferece conselhos e ferramentas que as pessoas precisam para elaborar os seus próprios contratos, a um custo reduzido.

O serviço inclui contratos inteligentes, documentos digitais legais que são elaborados, armazenados e executados online. É aí que entra o blockchain – não apenas para distribuição ou armazenamento, mas principalmente para a segurança.

Cada parte dos dados, incluindo os contratos inteligentes, que são codificados e depositados em blockchain também são transcritos em um registro. Se alguém adulterar o contrato ou tentar duplicá-lo sem autorização, o sistema notará, e assim acontecerá com os seus usuários. Ao registrar o número exato de unidades monetárias que são adicionadas a cada registro, torna-se impossível copiá-las sem chamar a atenção. Por essa razão, o blockchain é tão adequado para lidar com as unidades monetárias.

cadeia de blocos
(swissinfo.ch)

Verdon acredita que logo será uma prática normal para as pessoas elaborar seus próprios contratos inteligentes ao alugar um apartamento. Da mesma forma, também será possível para os locatários recuperar automaticamente seus depósitos, uma vez que cumpram os termos do contrato na entrega, tudo isso sem a necessidade dos bancos.

Votação eletrônica

No blockchain, os votos podem ser "transacionados" tão facilmente quanto as moedas digitais, como um bitcoin. Cada eleitor obtém uma identidade digital, junta-se à rede e registra a sua opção preferida em uma eleição ou referendo. Esse voto é gravado e adicionado a uma cadeia de blocos no sistema.

A votação pode ser feita em um smartphone ou outro dispositivo, facilitando o registro de votos a qualquer momento e em qualquer lugar do mundo, desde que você tenha uma assinatura digital autorizada. Então, não há mais filas para a urna na escola local com um pedaço de papel escrito ou a necessidade de ir à praça da cidade levantar as mãos.

A start-up suíça ProcivisLink externo promete fornecer um link essencial em qualquer futuro sistema de votação eletrônica blockchain. Ela é uma plataforma que controla e gerencia identidades digitais – uma passagem segura que permite que os eleitores registrados entrem no sistema de votação eletrônica, evitando fraudes. Até agora, a votação eletrônica suíça está em seus primórdios, em uma fase amplamente experimental.

O fundador da Procivis, Daniel Gasteiger, acredita que assim que o governo estabelecer um sistema nacional de identidade eletrônica, sua plataforma estará bem colocada para oferecer uma grande variedade de serviços de blockchain, desde o voto eletrônico até o pagamento de taxas de estacionamento, sem ter que se encontrar o troco exato para um parquímetro.

Logística/Inspeção

A qualidade “inviolável” do blockchain também chamou a atenção da start-up ModumLink externo, que juntamente com a Universidade de Zurique criou um sistema para garantir a entrega segura de medicamentos.

Os medicamentos geralmente precisam ser transportados sob condições específicas de temperatura, umidade e luz para garantir que cheguem em perfeitas condições ao serem utilizados em procedimentos médicos. Os sensores desenvolvidos pela Modum podem aferir constantemente estas condições ambientais nos lotes durante o seu transporte.

Existem inúmeros sistemas de monitoramento ambiental no mercado, mas esta start-up se diferencia por utilizar o blockchain no armazenamento dos dados coletados durante o transporte, garantindo que a carga seja entregue no tempo exato e para a pessoa certa. De acordo com Marc Degen, da Modum, atualmente as cargas podem passar por muitas mãos até o seu destinatário final, envolvendo muita burocracia e sofrendo, eventualmente, adulterações.

Com o blockchain coletam-se dados sobre todas e quaisquer alterações com mais facilidade, identificando em qual ponto uma carga foi danificada, afirma Degen. Esta tecnologia permite também aplicar contratos inteligentes de forma automatizada, tais como realizar pagamentos ou acionar o seguro.

Jogos Eletrônicos e Aplicativos

A EverdreamSoftLink externo, empresa especializada no desenvolvimento de jogos e aplicativos para celulares com sede em Genebra, criou o “Projeto ORB”, acrônimo de “Ownership Revolution of the Blockchain” (Revolução da Propriedade de Blockchain). Em sua plataforma, os jogadores receberão uma carteira fictícia que permitirá a troca de moedas digitais BitCrystal para serem usadas em jogos como “Spells of Genesis”, anunciado como "o primeiro aplicativo para celular baseado em blockchain".

Os jogadores devem negociar ou comprar cartas contendo ativos que servirão para “proteger a região de Askian no mundo de Moonga contra a pilhagem de monstros”. Já lançado em sua versão teste, Spells of Genesis logo dará aos jogadores a oportunidade de negociar moeda digital via blockchain.

A EverdreamSoft diz que este jogo é “pioneiro no ‘direito de propriedade’ de ativos digitais" e uma plataforma que permitirá que "mais desenvolvedores de jogos e aplicativos para celulares acreditem na tecnologia blockchain e se abram para a nova era desta indústria".


Adaptação: Renata Bitar

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque