Perspectivas suíças em 10 idiomas
Sistema de educação na Suíça

Universidades e pesquisa

Keystone / Peter Klaunzer

A Suíça dispõe de numerosas escolas superiores, universidades e escolas politécnicas que estão entre as de melhor reputação em todo o mundo. Mas as estudantes e os estudantes estrangeiros devem se submeter a determinadas condições para serem admitidos.

Se você deseja continuar seus estudos na Suíça no nível superior, você pode estudar em uma universidade ou universidade de ciências aplicadas. As primeiras são especializadas na pesquisa básica, enquanto as segundas têm uma orientação prática mais intensa e se concentram na pesquisa aplicada.

A Suíça tem 12 universidades públicas, incluindo os dois Institutos Federais de Tecnologia, em Zurique e Lausanne, que estão entre as melhores do mundo em seus campos de atuação. Além disso, existem nove universidades de ciências aplicadas e 14 universidades de formação de professores. O Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais, em Genebra (IHEID). e a Fundação UniDistance Switzerland, em Brig, são reconhecidos como instituições universitárias.

O funcionamento das universidades é baseado no sistema de Bolonha e permite que os estudantes obtenham um diploma de Bacharelado (graduação), Mestrado ou Doutorado.

Mostrar mais
Rolex Learning Center,

Mostrar mais

Qual a importância dos rankings de universidades?

Este conteúdo foi publicado em Se alguns especialistas argumentam que os rankings de universidades ajudam a avaliar a qualidade de ensino em um ambiente internacional e competitivo, críticosLink externo consideram que estes podem incentivar as instituições a produzir pesquisa apenas para melhorar sua classificação. Outros ressaltam que essas avaliações só favorecem 200 universidades na lista de “top ten”, das quais muitas estão…

ler mais Qual a importância dos rankings de universidades?

Em comparação com os Estados Unidos ou a Grã-Bretanha, a educação na Suíça ainda é relativamente barata, já que a educação é em grande parte financiada por fundos públicos. A maior parte do ensino no nível de graduação é na língua local (alemão, francês ou italiano). Entretanto, o inglês é cada vez mais comum em nível de mestrado.

Requisitos de admissão

Cada escola pode estabelecer suas próprias exigências de admissão. Ao disputar uma vaga, o candidato deve enviar um dossiê contendo, entre outras informações, diplomas e provas de conhecimento linguísticos.

As escolas avaliarão se o certificado da escola secundária do candidato é equivalente ao da Suíça. Se o certificado não for reconhecido, geralmente pode ser feito um exame de admissão. Em algumas instituições, a experiência de trabalho também é necessária. Várias escolas introduzem testes de idioma para verificar se o candidato tem um bom domínio do idioma de instrução.

Mostrar mais

Na vanguarda da pesquisa

Além de suas universidades e faculdades, a Suíça abriga institutos de pesquisa de renome mundial. É um dos países com uma das maiores taxas na pesquisa e desenvolvimento, se medida em porcentagem do produto interno bruto (PIB) do mundo.

A pesquisa científica é uma das tarefas do governo federal. A Fundação Nacional de Ciências da Suíça (SNSF) promove a pesquisa básica em todas as disciplinas, da filosofia à biologia e à nanociência. Ela financia principalmente projetos de pesquisa básica e apoia cerca de 20 mil pesquisadores a cada ano.

A Agência Suíça de Promoção da Inovação (Innosuisse) é outro instrumento federal para promover a pesquisa. Ela apoia a pesquisa aplicada e o desenvolvimento de novas tecnologias, reunindo os setores privado e público. Ela também promove o lançamento de startups.

A Suíça conta com muitos institutos de pesquisa de renome internacional. O Instituto Paul Scherrer, por exemplo, é um dos principais institutos de pesquisa da Europa nas ciências naturais e na engenharia.

A Suíça também é reconhecida internacionalmente no campo do espaço. O primeiro exoplaneta a ser identificado foi encontrado por dois cientistas suíços, pelos quais receberam o Prêmio Nobel de Física em 2019.

Illustration

Mostrar mais

A Suíça no espaço sideral

O Prêmio Nobel de Mayor e Queloz lembraram aos suíços que o país deles está na vanguarda em muitas áreas de pesquisa e exploração espacial.

ler mais A Suíça no espaço sideral

A Organização Europeia de Pesquisa Nuclear, mais conhecida como CERN, em Genebra, tem atraído há décadas cientistas de todo o mundo. Eles estudam na instituição a física das partículas e tentam rastrear as origens do universo. O CERN é mais conhecido por seu acelerador de partículas, o Grande Colisor de Hadron.

Adaptação: João Batista Natali

Preferidos do leitor

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR