Navigation

Museu de Berna traz rinoceronte pré-histórico a público

Há mais de 150 anos, no meio de um canteiro de obras rodoviárias em Berna, os operários desencavaram um verdadeiro achado arqueológico cheio de tesouros fósseis - incluindo o crânio de um rinoceronte pré-histórico.

Este conteúdo foi publicado em 10. outubro 2017 - 10:44
Uma viagem de 20 milhões de anos ao passado: o crânio de rinoceronte encontrado na Tiefenaustrasse, próximo à estação central de Berna Natural History Museum of Bern / LIsa Schäublin

O "rinoceronte" viveu na capital suíça há cerca de 20 milhões de anos, quando o clima era subtropical. Os prisioneiros que trabalhavam na construção da Tiefenaustrasse - na época utilizava-se a força de trabalho de presidiários - encontraram o crânio durante as obras.

Agora, o mesmo sítio arqueológico e a mesma camada de rochas estão sendo desenterrados novamente. A estação ferroviária de Berna - a segunda maior da Suíça - está sendo expandida em um projeto que deverá durar até 2025. As autoridades de transporte de Berna-Solothurn convidaram os paleontólogos do Museu de História Natural de Berna para explorar o local em busca de mais fósseis - uma excelente oportunidade para a ciência.

Durante todo o período de construção, o Museu de História Natural estará informando o público sobre sua pesquisa no canteiro de obras. Usando a palavra-chave #bahnhofsnashorn ("rinoceronte da estação de trem"), a equipe compartilhará todas as descobertas em seu site e nas mídias sociais. Até 31 de março de 2018, o crânio do rinoceronte estará em exibição como parte de uma exposição especial.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.