Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíço Bykov é bicampeão mundial de hóquei com a Rússia

Bykov é carregado pelos jogadores russos após a conquista do título em Berna.

(Keystone)

Pela segunda vez consecutiva e contra o mesmo adversário, a seleção da Rússia sagrou-se campeã mundial de hóquei no gelo e agora detém o recorde mundial de títulos.

A equipe treinada pelo suíço naturalizado Slava Bykov derrotou o Canadá por 2 a 1, na final disputada neste domingo em Berna.

Slava Bykov deixa Berna pela segunda vez com a taça do mundo na mão: em 1990, sagrou-se campeão como jogador; em 2009, como técnico da seleção russa que terminou o torneio invicta.

A final deste domingo, entre as duas melhores equipes do mundial, os canadenses saíram na frente no placar, mas a Rússia conseguiu empatar ainda no primeiro dos três tempos de 20 minutos e virou o jogo na segunda etapa, com um "gol de ouro" de Alexander Radulov, aos 35 minutos.

A equipe do Canadá pressionou muito no final, mas não conseguiu evitar a derrota para os russos, como na final do ano passado. O destaque da partida foi o incansável russo Ilya Kovaltschuk, considerado "o jogador mais valioso do torneio", embora o canadense Martin St. Louis tenha marcado mais gols na competição.

Foi o 25° título conquistado pela seleção russa, que agora é recordista mundial de títulos à frente do rival Canadá (24). Também em público a Rússia foi superior: a maioria dos 11.454 espectadores na lotada PostFinance-Arena, em Berna, torceram pela equipe de Slava Bykov.

Bykov, "duplo campeão"

O responsável pela onda de simpatia com que os russos foram acolhidos em Berna foi o técnico Slava Bykov. Durante vários anos, ele jogou hóquei no gelo pelas equipes de Friburgo e Lausanne e tem passaporte suíço.

Com o segundo título consecutivo, o genial ex-jogador da "Sbornaja" fechou um círculo. Em 2 de maio de 1990, ele havia levantado em Berna a taça de campeão mundial como capitão da seleção russa.

Dezenove anos e oito dias mais tarde, conseguiu esse raro "duplo título". Bykov conseguiu transformar um grupo de geniais individualistas numa equipe homogênea e imbatível.

Pouco tempo depois do Mundial de 1990, o campeão mundial foi o responsável pela maior sensação no hóquei suíço: junto com o legendário atacante Andrei Chomutov, Bykov transferiu-se para a Suíça, onde a dupla passou a jogar pela equipe de Friburgo-Gottéron.

Jogador de classe mundial, Bykow gostou tanto de Friburgo que, mais tarde, se tornou cidadão suíço. E seu filho já defende a camisa da seleção de juniores da Suíça.

Festa com efeito limitado

Apesar de ter sido considerado um grande evento esportivo, o Mundial de Hóquei 2009 não foi comparável à Eurocopa 2008. No torneio de futebol de um ano atrás, foram disputados na Suíça 15 jogos em estádios com capacidade mínima de 30 mil espectadores.

Nos últimos 17 dias, foram vendidos 300 mil ingressos para as 56 partidas de hóquei em Berna e Klotten (perto de Zurique). Foi um bom número de torcedores para a Suíça, "um país do hóquei no gelo", mas pouco se comparado à Euro 2008, quando 150 mil holandeses "invadiram" capital Berna para apenas quatro partidas.

Sessenta e seis nações fazem parte da Federação Internacional de Hóquei no Gelo. As 16 melhores participaram do 10° Campeonato Mundial disputado na Suíça. Os anfitriões foram eliminados cedo, pelo mesmo problema que tiveram no futebol na Euro: não sabem marcar gols.

A meta dos suíços era chegar pelo menos às quartas-de-final. Resultado: foram eliminados na segunda fase do torneio e ficaram em nono lugar na classificação final. Restam-lhes apenas dois consolos: eles foram muito elogiados pela organização da "festa dos outros" e, com Slava Bykov, um suíço naturalizado sagrou-se campeão mundial.

Geraldo Hoffmann, swissinfo.ch (com agências)

Classificação final

1. Rússia (campeã)
2. Canadá
3. Suécia
4. EUA
5. Finlândia
6. Rep. Tcheca
7. Letônia
8. Letônia
9. Suíça
10. Eslováquia
11. Noruega
12. França
13. Dinamarca
14. Áustria (rebaixa)
15. Alemanha (anfitriã do Mundial de 2010
16. Hungria (rebaixada)

Aqui termina o infobox

Os finalistas

Alguns dados comparativos sobre o hóquei no gelo nas duas nações que disputaram a final de Berna.

Rússia
82 mil jogadores licenciados
36 jogadores na NHL (EUA)

Medalhas conquistadas em campeonatos mundiais: 25 de ouro, 8 de prata, 7 de bronze

Medalhas olímpicas: 8 de ouro, 2 de prata e 2 de bronze

Canadá
545 mil jogadores licenciados
509 jogadores na NHL (EUA)

Medalhas conquistadas em campeonatos mundiais: 24 de ouro, 12 de prata, 9 de bronze

Medalhas olímpicas: 7 de ouro, 4 de prata e 2 de bronze

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×