Navigation

Seleção suíça empata com a Itália em Basileia

O atacante suíço Blaise Nkufo no duelo com o capitão italiano Fabio Cannavaro Keystone

Em um amistoso preparatório à rodada decisiva das eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, a Suíça empatou em 0 a 0 com a Itália, atual campeã mundial, em Basileia. O goleiro Benaglio salvou o time da casa.

Este conteúdo foi publicado em 12. agosto 2009 - 22:39

No primeiro tempo, a seleção suíça teve sorte de não ter levado meia dúzia de gols. No segundo tempo, melhorou, equilibrou a partida e até poderia ter vencido.

A três semanas e meia da partida decisiva contra a Grécia, pelas eliminatórias da Copa do Mundo na África do Sul, o goleiro Diego Benaglio salvou um empate sem gols da seleção suíça com a squadra azzura, tetracampeã mundial.

A Itália queria se reabilitar de seu fiasco na Copa das Confederações na África do Sul, vencida pelo Brasil, mas seria exagero dizer que ela foi bem-sucedida nesse afã. Entre os 10 e os 30 minutos do primeiro tempo, mostrou sua superioridade, mas não a converteu em gols.

Isso não apenas por falta de precisão em algumas finalizações, mas também porque o goleiro suíço Diego Benaglio fez defesas espetaculares. Ele e o zagueiro Grichting foram os únicos suíços que mostraram um desempenho convincente. Os demais precisam melhorar contra a Grécia, no dia 5 de setembro, também em Basileia.

Primeiro tempo foi da Itália

A partida começou com um minuto de silêncio em memória do capitão do Espanhol Barcelona, Dani Jarque, que morreu no último sábado de problemas cardíacos em um hotel em Coverciano, na Itália, onde sua equipe estava treinando.

"É um desafio fantástico jogar contra os campeões mundiais", havia dito antes do jogo o técnico suíço Ottmar Hitzfeld, que colocou em campo a equipe titular que vinha de uma série de cinco vitórias e um empate. Ele tinha razão.

Teoricamente, a seleção suíça até tinha uma pequena vantagem: seus jogadores se encontram em ritmo de campeonato (já foram disputadas cinco rodadas da Super League), enquanto os italianos ainda se preparam para a temporada.

No gramado, porém, se viu o contrário. A Suíça começou nervosa, enquanto a Itália impôs logo velocidade ao jogo e mostrou bom entrosamento. Só nos primeiros 15 minutos, o time da casa poderia ter levado três gols, se não tivesse o goleiro Benaglio – eleito melhor jogador da Suíça na temporada passada e que acabaria sendo o melhor suíço em campo nesta quarta-feira.

Aos 13 minutos, Gilardino aproveitou uma confusão na área suíça, marcou o gol, mas o árbitro alemão Kurt Kircher assinalou impedimento. O sufoco continuou. O centro-avante italiano perdeu mais uma chance sozinho diante do goleiro Benaglio, que, na sequência, fez uma defesa espetacular contra o estreante Marchisio.

A Itália dominou a partida no primeiro tempo. O lance mais perigoso que a equipe suíça criou para o goleiro italiano Gianluigi Buffon na etapa inicial ocorreu aos 34 minutos: Tranquilo Barneta disparou um chute forte da entrada da área – a bola indefensável bateu no travessão e foi para a linha de fundo.

Segundo tempo

A Suíça voltou do intervalo sem alterações, mas com mais coragem e garra, enquanto a Itália, sem Gilardino (substituído por Iaquinta) perdeu periculosidade no ataque.

Logo aos 3min do segundo tempo, num ataque bem tramado pela esquerda, Nkufo passou para Barnetta que, da marca do pênalti, chutou para fora. Foi a melhor chance da Suíça no jogo. O lance confirmou um problema crônico dos suíços: a falta de pontaria.

A squadra azzurra reduziu o ritmo, uma consequência das cinco substituições feitas pelo técnico Marcelo Lippi logo nos primeiros 15 minutos. A equipe suíça passou a combinar melhor e a buscar o ataque, sem demonstrar o medo do primeiro tempo, e conseguiu equilibrar o jogo.

O técnico Ottmar Hitzfeld fez cinco alterações nos 20 minutos finais, mas isso não deu um impulso decisivo ao time da casa. Faltando um minuto para o apito final, Eren Derdiyok foi lançado pela direita por Hakin, avançou livre para o gol, mas chutou fraco, facilitando a defesa de Buffon e desperdiçando a última boa chance para a Suíça vencer a partida. No minuto final, a Itália foi com tudo para o ataque e quase ainda marcou.

O resultado de 0 a 0 correspondeu mais ao que os 31.500 torcedores viram no segundo tempo no estádio Sankt Jakob Park. Pelo que jogou no primeiro tempo, a Itália merecia ter vencido por um placar folgado.

"Jogamos mal e tivemos muita sorte", disse Hitzfeld depois do jogo. Mesmo assim, o empate com os campeões mundiais foi bom para a moral dos suíços. Em 57 jogos contra a Itália, a Suíça agora contabiliza 8 vitórias, 21 empates e 28 derrotas – marcou 66 gols e tomou 106.

Geraldo Hoffmann, swissinfo.ch (em Basiléia)

Suíça 0 x 0 Itália

Data: 12/8/2009
Local: Sankt Jakob Park (Basileia)
Público: 31.500 pagantes
Árbitro: Kurt Kircher (Alemanha)

Suíça: Benaglio; Philipp Degen (68. Schwegler), Senderos, Grichting, Magnin (86. Ziegler); Padalino (84. Derdiyok), Inler, Fernandes, Barnetta (79. Vonlanthen); Frei (68. Hakan Yakin), Nkufo (68. Streller).
Técnico: Ottmar Hitzfeld

Itália: Buffon; Zambrotta (46. Santon), Cannavaro, Chiellini, Criscito (72. Grosso); Camoranesi (31. Pepe), Pirlo (60. D'Agostino), Palombo, Marchisio; Gilardino (46. Iaquinta), Rossi (60. Quagliarella).
Técnico: Marcelo Lippi

End of insertion

Eliminatórias

Classificação no Grupo 2 das elimatórias para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

1. Grécia : 6 partidas, 13 pontos (melhor saldo de gols)
2. Suíça: 6/13
3. Letônia: 6/10
4. Israel: 6/9
5. Luxemburgo: 6/4
6. Moldávia: 6/1

Só o primeiro colocado do grupo se classifica automaticamente para o Mundial.

End of insertion

Próximos jogos da Suíça

05/09/09: Suíça X Grécia
09/09/09: Letônia X Suíça
10/10/09: Luxemburgo X Suíça
14/10/09: Suíça X Israel

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?