Navigation

"Para que cada criança possa conhecer suas raízes"

A Fundação para Jovens Suíços do Estrangeiro (SJAS) ajuda há cem anos jovens e crianças com raízes helvéticas a passar as férias no país dos ancestrais. swissinfo.ch entrevistou o chefe da fundação e apresenta alguns dos participantes do acampamento de jovens.

Este conteúdo foi publicado em 17. agosto 2017 - 11:00
Christian Raaflaub, Hergiswil LU, swissinfo.ch
Crianças suíças participando das atividades do Circo Pipistrello, em Hergiswil. Roger von der Crone/sjas

"Nossa preocupação continua cem anos depois sendo a mesma: cada criança, independentemente da situação financeira da sua família, deve ter a possibilidade de vir à Suíça e conhecer suas raízes", afirma Loic Roth, diretor da SJAS.

Ele lembra que durante o acampamento de duas semanas amizades para toda a vida são criadas. "Algumas crianças chegam a combinar entre elas de participar do acampamento no ano seguinte". O programa é um sucesso: metade das crianças voltam e a outra metade pelo menos já participou de um acampamento, completa Roth.

O seu balanço dos últimos anos é muito positivo: "Já é o quinto ano consecutivo em que não há vagas para o acampamento de verão", diz. Aproximadamente 400 crianças suíças, originárias de 50 diferentes países, aproveitam para conhecer o país no verão, muitas delas com ajuda financeira da SJAS. Eram sete diferentes concentrações e também uma viagem através da Suíça.

As crianças no acampamento comemorativo, organizado em conjunto com o Pipistrello Hergiswil, no cantão de Lucerna, se mostraram satisfeitas em conhecer o país dos antepassados, como mostram as seguintes vídeo-entrevistas.

Mostre a Suíça global: marque suas fotos no instagram com o hashtag #WeAreSwissAbroad Nós vamos compartilhar fotos e vídeos selecionados em nossa página do instagram, e esperamos descobrir suíços e suíças vivendo histórias notáveis pelo mundo. É um grande prazer para a swissinfo.ch oferecer uma plataforma para você publicar suas vivências em retratos, anedotas e histórias. swissinfo.ch

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.