Perspectivas suíças em 10 idiomas

Requerentes de asilo encontram cada vez mais trabalho na Suíça

Asylum seekers clean a park in Biasca, canton Ticino, in 2017
Requerentes de asilo limpam um parque em Biasca, cantão do Ticino, em 2017 Keystone / Francesca Agosta

Mais de um terço de todos os requerentes de asilo e refugiados na Suíça estão empregados atualmente, segundo dados da Secretaria de Estado para Migração (SEM). Mas a maioria dos empregos é precária e a grande maioria continua a receber benefícios do governo.

Em um ano, a taxa de emprego para requerentes de asilo na Suíça aumentou de 27% em março de 2018 para 32% hoje, de acordo com uma reportagem dos jornais Ostschweiz e Zentralschweiz am Sonntag que citam dados recentes da SEM.

Isso se traduz em um adicional de 5.000 requerentes de asilo no emprego em um ano.

Entre aqueles que foram admitidos provisoriamente no país, a taxa de emprego aumentou de 31% para mais de 37% em um ano.

A SEM diz que esse crescimento é essencialmente o resultado de mais medidas de integração. O órgão destaca a introdução dos chamados cursos de pré-aprendizado de um ano para refugiados e requerentes de asilo selecionados em 18 dos 26 cantões para ajudar na sua integração. O objetivo é preparar as pessoas com potencial para o mercado de trabalho com um aprendizado completo.

Mas procedimentos simplificados de contratação para os empregadores e uma maior disposição das autoridades municipais em ajudar os requerentes de asilo a encontrar trabalho também estão fazendo a diferença.

No entanto, a maioria dos postos de trabalho oferecidos é mal remunerada e não permite que os requerentes de asilo se tornem financeiramente independentes. Em 2017, 86% dos requerentes de asilo e refugiados receberam ajuda financeira do Estado.


Mostrar mais
Refugiados em uma aprendizagem de cozinha

Mostrar mais

Aprendizados para refugiados recebem segunda chance

Este conteúdo foi publicado em Em Cuba, Tamila Garcia Quintero era bibliotecária. Isso foi antes dela fugir do país como refugiada política, acabando na Suíça com a mãe e a filha há 15 anos. “Eu estava sempre na agência de desemprego à procura de um trabalho, mas não conseguia encontrar nada”, disse para swissinfo.ch. Ficou claro para a cubana que…

ler mais Aprendizados para refugiados recebem segunda chance


swissinfo.ch/fh

Preferidos do leitor

Os mais discutidos

Notícias

aeroporto

Mostrar mais

Aeroporto de Genebra cobrará taxa de atraso em 2025

Este conteúdo foi publicado em O Aeroporto de Genebra pretende lançar um sistema de cotas de poluição sonora no próximo ano. Os voos que partirem após as 22h terão que pagar uma taxa.

ler mais Aeroporto de Genebra cobrará taxa de atraso em 2025
imagem

Mostrar mais

Suíços não se preocupam em perder empregos para a IA

Este conteúdo foi publicado em A inteligência artificial (IA) está influenciando a vida profissional cotidiana. Na Suíça, muitas pessoas já têm experiência com IA, inclusive em seus empregos.

ler mais Suíços não se preocupam em perder empregos para a IA

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR