Navigation

Suíços são os que mais andam de trem na Europa

Os últimos números da Europa confirmam a reputação da Suíça como um país de trens, com viagens médias e quilômetros percorridos por habitante muito mais altos do que em outros lugares.

Este conteúdo foi publicado em 05. outubro 2018 - 10:53
Na hora, mas cada vez mais lotados © KEYSTONE / ENNIO LEANZA

Cerca de 72 viagens e 2.463 quilômetros: este foi o tempo médio de trem para cada residente suíço em 2016, segundo dados do Eurostat divulgados pelo LitraLink externo, o serviço suíço de informações para transporte público.

Isso deixa a nação alpina bem à frente de outros países da Europa, com a Áustria (1.425 km) e a França (1.354 km) registrando as próximas maiores distâncias. O Luxemburgo (38) e a Dinamarca (37) são os próximos mais frequentes.

Na extremidade inferior da escala (que não inclui todos os países europeus; a Bélgica e a Holanda, por exemplo, mantêm suas estatísticas confidenciais). Os passageiros irlandeses pegam o trem apenas nove vezes por ano para um total de 416 quilômetros.

Conteúdo externo

Os números representam um aumento nas estatísticas de 2015, com cada cidadão suíço viajando 13 vezes mais e 186 quilômetros a mais do que naquele ano.

Apesar da Suíça ser regularmente elogiada pela qualidade e pontualidade de sua rede ferroviária, a demanda crescente não vem sem problemas: a absorção do fluxo de passageiros em uma rede já densa deverá ser difícil nas próximas décadas.

Globalmente, o Japão tem sido tradicionalmente o único concorrente para o uso ferroviário da Suíça, embora as estatísticas do país asiático não tenham sido incluídas neste estudo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.