Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Regulamentação da prática Ioga deixa de ser "alternativa" com novo diploma

yoga therapy

Yoga therapy involves addresing physical and mental problems with exercises and breath work

(ammentorp/123RF)

A posição do "cão virado para baixo" (ou "adho mukha shvanasana", em sânscrito) pode fazer maravilhas para o seu bem-estar, mas a ioga é muito mais que uma série de posturas. A Suíça acaba de reconhecer a ioga como uma disciplina de medicina complementar, oferecendo um diploma federal para terapeutas.

Para todos os efeitos, uma antiga fábrica de tecelagens reformada na cidade de Wald, perto de Zurique, é o espaço ideal para um estúdio de ioga. A luz natural abundante atravessa as grandes janelas, o espaço é amplo, e um eco agradável amplifica as instruções por todo o salão. É aqui que Susan Kieser, 56, conduz suas sessões de ioga terapêutica.

Essas sessões servem para identificar a causa de problemas físicos ou psicológicos, colocando os pacientes em uma série de posturas de ioga para definir um programa que inclui um conjunto de exercícios e técnicas de respiração. A maioria dos pacientes de Kieser vêm com queixas de dor nas costas ou no pescoço. Ela também trata aqueles que sofrem de ansiedade, estresse, depressão ou fadiga, bem como estudantes que desejam se concentrar para os exames.

"Ioga é muito mais acalmar a mente do que treinar o corpo. Nós usamos essa técnica de treinamento mental como uma forma de terapia ", diz Kieser. 

Kieser é um dos poucos praticantes que possuem um diploma federal em terapia de ioga. Introduzido em 2015, o diploma foi a resposta do governo a uma demanda significativa na Suíça para terapias complementares. Uma pesquisa com mais de 18.000 adultos em 2012 revelou que quase um quarto usou pelo menos um método de medicina complementar nos últimos 12 meses. No entanto, o setor não está regulamentado e qualquer um pode configurar uma prática sem que os clientes tenham como verificar suas credenciais.

"Em cinco ou dez anos, este não será o caso porque as seguradoras de saúde e os hospitais tornarão o diploma um requisito obrigatório. O governo investiu tanto dinheiro no desenvolvimento dos currículos que eles agora se vêem obrigados a pressionar por isso ", diz Kieser.

O diploma de ioga terapêutica 

Para poder prestar os exames para o diploma federal, os alunos devem ter completado um curso de quatro anos de terapia de ioga e praticado por dois anos. Os exames são realizados pela Organização dos Profissionais Suíços de Medicina Alternativa e envolvem uma série de quatro testes separados: os candidatos têm que escrever um estudo de caso sobre um paciente que eles tenham tratado por seis meses, fazer uma prova oral sobre o mesmo, diagnosticar a doença de um caso teórico e, finalmente, examinar um paciente real sob a supervisão dos examinadores.

Aqui termina o infobox

Existe um incentivo para que os profissionais adquiram o diploma. Atualmente, algumas seguradoras de saúde reembolsam uma parte das taxas de terapia de ioga para os clientes que optaram pela cobertura suplementar como parte de seu seguro de saúde. Um terapeuta com um diploma é mais convincente para os planos de saúde, de acordo com Ottilia Scherer, presidente da Associação Suíça de Ioga.

"É mais uma questão de qualidade e não só para fazer com que as seguradoras reembolsem os pacientes. É um grande passo, pois traz profissionalismo para o setor", diz ela.

No entanto, nem todos estão convencidos de que o diploma federal beneficiará todos os profissionais.

"É uma medida reguladora para colocar a terapia de ioga em um formato padrão. Não me ensinará nada", diz Suresh Kumar, terapeuta de ioga baseado em Berna.

No entanto, Kumar reconhece que ele considera adquirir o diploma se as seguradoras de saúde insistirem nisso.

Apesar do progresso lento, Kieser confia que os diplomas ganharão popularidade mesmo se poucos pacientes tenham ouvido falar sobre isso.

"Muitas pessoas que vêm aprender terapia de ioga comigo são jovens e já têm outro emprego. Para eles, tal diploma federal é muito atraente, pois é prova de que eles são competentes o suficiente para praticar ", diz ela.

Diplomas de medicina complementar 

A Suíça oferece dois tipos de diplomas de medicina complementar. O avançado é de naturopata, com o qual os titulares desse diploma podem diagnosticar doenças e prescrever tratamentos como preparações à base de plantas. Os diplomas de naturopatas reconhecidos pelo governo incluem medicina ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa e medicina tradicional europeia.

O segundo diploma é o de terapeuta complementar. Eles fornecem tratamentos especializados como massagens de óleo para pessoas saudáveis ​​ou com pequenas queixas, mas não têm permissão para diagnosticar uma doença. Os diplomas de terapeutas complementares reconhecidos pelo governo incluem ioga, shiatsu, terapia craniosacral e eutonia.

Os exames para ambos os diplomas são realizados duas vezes por ano em um campus educacional em Sursee, no cantão de Lucerna, e realizado em três idiomas nacionais suíços: francês, italiano e alemão.

Aqui termina o infobox

 

swissinfo.ch

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque