Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Um realismo dramático Caspar Wolf, o primeiro pintor dos Alpes

O pintor suíço Caspar Wolf (1735-1783) é considerado um pioneiro da pintura de paisagens alpinas. Após se mudar para Berna, Wolf foi convidado pelo editor Abraham Wagner a ilustrar um guia de viagens enciclopédico através dos Alpes suíços.

As pinturas de Caspar Wolf não idealizam uma vida bucólica nas montanhas, elas refletem a dureza e a frieza da realidade alpina.

Wolf, que nasceu no cantão de Argóvia e morreu na cidade alemã de Heidelberg, tinha um estilo naturalista e acabou desenvolvendo uma maneira independente para retratar as cadeias de montanhas, as geleiras, cachoeiras, cavernas, pontes, córregos, lagos e chapadas da região. Suas imagens propiciam uma percepção dramática e sensorial das montanhas.

Albrecht von Haller, um anatomista suíço que em 1729 escreveu o poema épico "Os Alpes", era um admirador dessa nova maneira de olhar a paisagem de forma hostil e inospitaleira. Ele observou que "na linda vista wolffiana, vê-se a água de um córrego dissolvendo-se na névoa".

A exposição, "Caspar Wolf e a conquista estética da natureza", mostra como suas pinturas tiveram uma influência duradoura sobre a comunicação visual dos Alpes, no final do século XVIII. 126 obras de Wolf e de seus contemporâneos podem ser apreciadas até 1° de fevereiro no Museu de Belas Artes de Basileia.

(Imagens: Kunstmuseum Basel / ProLitteris / Texto: Igor Petrov swissinfo.ch)

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.