Exposições ganham vida Museus suíços "sacodem" as teias de aranha




Incorporar

No passado as crianças reclamariam se alguém lhes chamassem para visitar exposições empoeiradas em museus sem vida. Porém os museus mudaram consideravelmente e muitos deles já oferecem atividades especiais para o público infantil.

swissinfo.ch visitou o Centro Paul Klee em Berna, a instituição que abriga a mais importante coleção das obras do artista Paul Klee e o Castelo de Prangins, um museu nacional próximo à Nyon. Nos dois lugares as crianças aprendem sobre a arte e história de uma maneira incomum. (Julie Hunt/swissinfo.ch)